Desembargadora vendia decisões Judiciais no Ceará | Blog Liberdade | Portal Militar

Blog Liberdade

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Brasil

Desembargadora vendia decisões Judiciais no Ceará

Publicado em 08 de Dez. de 2018


562 Visualizações


 

 CASO SEJÁ PUNIDA A PENA MAXIMA É A APOSENTADORIA, ISSO PARA DESFRUTAR EM HOMENAGEM AOS CRIMES PRATICADOS.

 

O JUDICIÁRIO BRASILEIRO QUE ENVERGONHA É O MESMO QUE LEGISLA EM CAUSA PRÓPRIA.

LEIAM:

Fonte: espacovital.com.br 

Imagem da Matéria

 

Com informações do jornal O Povo (Fortaleza, CE)

A desembargadora Sérgia Maria Mendonça Miranda, do TJ do Ceará, tornou-se ré, anteontem (5) por vendas de liminares e decisões judiciais O crime foi investigado na operação "Expresso 150", deflagrada pela Polícia Federal. A denúncia foi recebida após decisão unânime de dez ministros do STJ.

A PF investigou a participação de magistrados e advogados em esquema de venda de habeas corpus para soltar criminosos durante os plantões do Judiciário cearense. Conforme denúncia do Ministério Público, advogados de criminosos pagavam até R$ 150 mil por cada uma das decisões judiciais que beneficiasse criminosos.

A magistrada já está afastada do cargo desde setembro de 2016, mas recebendo seus salários. Em novembro de 2017, o Ministério Público Federal do Distrito Federal acusou Sérgia pelo crime de corrupção passiva. Uma única decisão judicial da desembargadora teria custado R$ 217 mil aos interessados – foi a mais cara apurada, até agora.

De acordo a advogada Anamaria Prates, defensora da desembargadora, a deliberação de recebimento da denúncia só deverá ser publicada em fevereiro ou março de 2019. “Depois disso, ela será intimada a apresentar a defesa em uma prazo de cinco dias”, esclarece.

A defesa da magistrada acredita que “o processo não chegará à condenação, uma vez que não há provas suficientes que indiquem a participação no crime”.

Sérgia Maria teve dinheiro e bens sequestrados pelo STJ, em abril deste ano. Além do valor disponível na conta corrente, foram bloqueados ainda R$ 63.369,18 relativos aos vencimentos da magistrada afastada do TJ-CE. Na época, a desembargadora afirmou que “essa quantia era fruto de atividade lícita por ser parte proveniente de trabalho e parte de empréstimo tomado junto a um banco público”.

A primeira fase da ‘Operação Expresso 150’ foi deflagrada em 2015. A investigação surgiu após surgirem evidências do esquema durante outra operação da Polícia Federal, a “Operação Cardume”.

Segundo o MPF havia um balcão virtual de venda de liminares e outras decisões, que eram negociadas e concluídas via WhahsApp, do qual participavam a desembargadora Sérgia, o empresário Frankraley Oliveira Gomes que atua no ramo dos transportes coletivos e era namorado da magistrada.

Leia a lista dos denunciados

 Sérgia Maria Mendonça Miranda: desembargadora afastada e ré no STJ;

 Francisco Pedrosa Teixeira, desembargador afastado;

 Váldsen da Silva Alves Pereira, desembargador aposentado compulsoriamente pelo TJ-CE;

 Frankraley Oliveira Gomes, empresário, namorado de Sérgia Miranda à época dos fatos;

 Michel Sampaio Coutinho, advogado suspenso pela OAB-CE;

 Mauro Júnior Rios, advogado suspenso pela OAB-CE;

 José Joaquim Mateus Pereira (Zé Galinha), advogado suspenso pela OAB-CE;

 Carlos Eduardo Miranda de Melo, advogado;

 Jéssica Simão Albuquerque Melo, advogada, mulher de Michel Coutinho;

 Marcos Paulo de Oliveira Sá, advogado;

 Cláudia Adrienne Sampaio de Oliveira, advogada;

 Adailton Freire Campelo, advogado;

 Paulo Fernando Mendonça, gerente/ preposto de Frankraley

 Emília Maria Castelo Lira, mulher do desembargador Francisco Pedrosa.

(APn nº 885)

 

 

2 comentários


Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

08 de Dez. de 2018 às 7:45

Avassalador
Meu Deus o que é que está acontecendo com nossos Magistrados!!! Recebem salários altíssimos e ainda vendem sentenças. SERÁ A CERTEZA DE IMPUNIDADE?


pliniomarcosmr comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

11 de Dez. de 2018 às 18:25

pliniomarcosmr
PlinioMarcosMR Meu Deus, somente agora se chegou a conclusão de que Ministros, Desembargadores e Juízes VEDEM sentenças ?!!! Meu Deus, nem agora se chegou a conclusão de que os Magistrados, com o consentimento do Plenário do Supremo Tribunal Federal, recebem "PENDURICALHOS" que elevam, e muito, suas REMUNERAÇÕES, contrariando a Constituição da República Federativa do Brasil ?!!! Meu Deus, num agora se tem certeza de que os Magistrados que VENDEM Sentenças são PUNIDOS com APOSENTADORIA INTEGRAL ?!!!!! Meu Deus, nem agora se chegou a conclusão de que no Brasil, qualquer integrante do Poder Judiciário É DEUS, porque TUDO PODE ?!!!! Meu Deus, nem agora se percebeu que o Poder Judiciário Protege e Persegue politicaMENTE ?!!!!! Meu Deus, será que, realMENTE, vivo no mesmo País ?!!!! Meu Deus, Olhe por mim, e por todos os INCAUTOS ?!!!!


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )