A Previdência Militares FA e os Ataques da Imprensa | Blog Liberdade | Portal Militar

Blog Liberdade

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Carreira Militar

A Previdência Militares FA e os Ataques da Imprensa

Publicado em 10 de Jan. de 2019


1266 Visualizações


Estão batendo demais para provocar mais mudanças na Previdência dos Militares FA, inclusive fazem comparações absurdas com outros países, visando tão somente confundir a opinião pública.

Onde mudar? Vejo que não tem, dada a condição especial dos militares quanto a dedicação e as peculiaridades das atividades.

Ou então pode sim mudar, isso caso reconheçam horas extras, periculosidade ou insalubridade e adicional noturno, onde, periculosidade ou insalubridade e adicional noturno elevam muito e acrescem tempo para aposentadoria que com isso vem mais cedo.

A imprensa deixa claro que buscam tão somente desacreditar, confundir e expor os militares das FA perante a opinião pública, isso ao percebermos que em nenhum instante a imprensa fala na aposentadoria e salários e vantagens do pessoal do Judiciário e outras categorias.

* No Judiciário qualquer cursinho feito pelos servidores geram acréscimos salarial. Já nas FA os diversos cursos que fazemos geram mais atividades e mais responsabilidades, também se verifica que realizamos cursos diversos e não temos acréscimos salarial ou reconhecimento da Administração Militar. Quando na ativa realizei mais de 20 cursos, dentre eles sobrevivência e salvamento de pilotos e o reconhecimento inexiste, tudo por culpa do descaso e desrespeito da Administração militar para com os subordinados.

Vejo que a Administração militar deve excluir as PMs quando falam em militares, deixando claro que a fala se refere a militares das FA; é perceptível que as PMs do Estatuto dos Militares Lei nº 6.880, de 9 de dezembro de 1980, extraíram apenas o que é de bom e guardaram os direitos preconizados na referida Lei.

As PMs oferecem a seus militares: Licença Prêmio, Quinquênio, 13º salário, 30 anos de serviços para transferência para reserva, onde Licença Prêmio não gozada contra em dobro e ainda pagamento de hora extra, já que nas PMs existe definição de carga horária, isso sem contar com a remuneração, onde em alguns estados chega a ser 5 vezes mais que a remuneração dos pobres sem comando e desprotegidos militares das FA. ( Disso não falam) 

 

Arrego Senhores Comandantes das FA.

 

previdencia-dos-militares-info

(Foto web Ilustrativa)

                                  ****

LEIAM AS BABAQUICES DA IMPRENSA 

Fonte: https://www.terra.com.br   https://www.terra.com.br/economia/regras-para-militares-no-brasil-sao-mais-generosas-do-que-em-outros-paises,83bbdd137d6e8a1376a8e1937a7d4910p7b2aoox.html

Regras para militares no Brasil são mais generosas do que em outros países

Militares do Reino Unido e dos EUA não recebem benefício integral e britânicos têm idade mínima, aponta TCU

 
Douglas Gavras
 
 
s regras para os militares brasileiros receberem seus benefícios previdenciários acabam sendo mais generosas do que as normas impostas em outros países, como os Estados Unidos e o Reino Unido, onde eles nem recebem o benefício integral, segundo análise de especialistas baseada em um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU), publicado em 2017.
 

Os militares nos Estados Unidos, por exemplo, podem se aposentar após 20 anos de serviço. Os militares da ativa se aposentam sem idade mínima e a base de cálculo é a média dos últimos 36 salários recebidos. Após 30 anos de serviço, o benefício pago ao militar vai representar 60% da remuneração mais uma parcela de contribuição complementar. A média de idade de um soldado na ativa, não incapacitado, é de 42 anos.

 

Já no sistema britânico, apesar de a base de cálculo ser o soldo integral, como no Brasil, há uma idade mínima de 60 anos para a aposentadoria. Após 30 anos de serviço, o benefício será de 63,8% do salário mais uma parcela complementar contributiva. Em ambos os países, o benefício se torna integral em caso de morte em serviço ou de aposentadoria por invalidez.

"Pela falta de uma reforma mais abrangente, o sistema previdenciário para o militar brasileiro acaba sendo mais generoso do que o de outros países", concorda Emerson Lemes, do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP). Ele lembra que os americanos mudaram as regras de seus sistemas nos últimos quatro anos.

"Não sabemos se essas regras de aposentadoria para os militares brasileiros vão mudar agora, que está sendo discutida uma reforma da Previdência ampla. A versão final da reforma que foi proposta no ano passado, pelo governo Temer, já havia excluído os militares e as propostas do novo governo ainda não estão colocadas na mesa, são pura especulação."

Em vantagem

O fato de os militares brasileiros terem seus benefícios integrais assegurados já os coloca em vantagem em relação a americanos e britânicos, avalia o professor Jorge Cavalcante Boucinhas Filho, professor da Fundação Getulio Vargas (FGV). Ele também diz acreditar que a reforma a ser proposta pelo atual governo não deve mexer nas regras atuais.

"O mundo inteiro faz reformas na Previdência de tempos em tempos, isso serve para equilibrar questões demográficas. No Brasil, além dessa atualização, é preciso fazer uma reforma que também mexa nos privilégios. É preciso lembrar que todo privilégio vira imposto", diz.

Ele concorda que algumas regras de reserva e reforma de militares sejam diferentes das regras de aposentadoria para as demais profissões, pelo impedimento a greve para os militares, além do risco das atividades que executam. "Algumas diferenças são aceitáveis, mas não as que temos hoje. Além da aposentadoria integral, o benefício dos militares é pago quase que integralmente pelo governo."

A comparação com os outros países também mostra que as regras brasileiras precisam ser revistas, diz Boucinhas. "Se pensarmos que os militares dos Estados Unidos e do Reino Unido estão constantemente expostos a diversos conflitos ao redor do mundo, as regras desses países deveriam ser até mais brandas que as brasileiras."

1 comentários


Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

10 de Jan. de 2019 às 8:16

Avassalador
"Em toda a sociedade moderna, a revolta surge como o vácuo existente entre a injustiça e a revolução, de modo que fundar a desigualdade é prenunciar seu próprio fim". David Saleeby


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )