PM cria posto de GENERAL | Blog Liberdade | Portal Militar

Blog Liberdade

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Homenagem

PM cria posto de GENERAL

Publicado em 01 de Ago. de 2019


887 Visualizações


Enquanto nas polícias militares flexibilizam, promovem, definem carga horária, institui horas extras, isso além de outros direitos, como a Licença Prêmio, anuênio e outros.

Na Bahia por exemplo, SD são promovidos a cabo, logo após 6meses são promovidos a 1º SG e quando da transferência para reserva vão com soldo de 1º Ten e para tanto não precisam terem cursos.

Enquanto isso nas FA, PL 1645/2019, descrimina com projeto de reajustes salariais diferenciados e ainda aumentam tempo de serviços e interstícios para promoção.

É por essas e outras que em outrora, os então ministros militares, eram chamados de 3 PATETAS; hoje merecem tratamento de OTÁRIOS.

Dinheiro para socorrer os estados o Governo Federal tem, só não tem para corrigir erros nas promoções dos GESAS, pagar os 28,86 e  atender reajuste igual que possa atender os militares das FA em geral. 

Witzel cria cargo de general para PM e Bombeiros

 Fonte: https://odia.ig.com.br    https://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2019/07/5668377-witzel-cria-cargo-de-general-para-pm-e-bombeiros.html

O DIA apurou que o governador se baseou nos exércitos europeus do século XVIII, no qual existia o posto de brigadeiro-general, uma graduação temporária atribuída a um coronel durante o exercício de um comando especial

Por Bruna Fantti

 

Wilson Witzel

Wilson Witzel - Cléber Mendes / Agência O Dia
Rio de Janeiro - O governador Wilson Witzel assinou um decreto que cria o posto de general na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros. No entanto, o posto será honorífico, ou seja, somente de honra. Quando o oficial se aposentar, voltará a ser conhecido como coronel. A informação foi confirmada com o governo estadual, que deverá publicar o decreto no Diário Oficial desta quinta-feira. 
A criação do cargo não irá refletir em despesas públicas e, de imediato, o secretário de Estado de Polícia Militar, coronel Rogério Figueredo, e o secretário de Estado de Defesa Civil e Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey Jr, passarão a desempenhar a função de general honorífico.
O objetivo da criação seria de acabar com indicações políticas para o cargo máximo das corporações, fazendo com que somente generais possam ir ao posto máximo de comando das tropas. Coronéis com experiência deverão também ser alçados a generais honoríficos, é o caso dos comandantes de áreas da corporação, que coordenam ações estratégicas em conjuntos de batalhões. 
 
DIA apurou que o governador se baseou em exemplos dos exércitos da Europa do século XVIII, no qual existia o posto de brigadeiro-general, uma graduação temporária atribuída a um coronel durante o exercício de um comando especial. Além disso, o governador também teria como exemplo as brigadas dos exércitos da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), que são comandadas por militares do primeiro posto de oficial general.
De acordo com nota do governo, "a ideia é que esse profissional passe por cursos e provas, similares aos das Forças Armadas, oferecendo uma base mais robusta e especializada na condução de tropas em situação de combate". Caso seja exonerado do cargo de Secretário de Estado e Comandante-Geral, o oficial manterá a função honorífica até sua inativação.
A Polícia Militar e os Bombeiros ainda não se manifestaram a respeito. 

bbbVote na Enquete

Onde falta comando que crie satisfação para os subordinados
 Nas PMs
 Nas Guardas Municipais
 Sem dúvidas nas FORÇAS ARMADAS

2 comentários


Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

01 de Ago. de 2019 às 8:42

Avassalador
Vejam que previsão xyzwhijp e descabida que consta no PL 1645/2019. "PL para otários" "A elevação do tempo mínimo de serviço de 30 (trinta) para 35 (trinta e cinco) anos para a transferência voluntária dos militares de carreira à inatividade remunerada, norma estatutária, é proposta para que a situação dos militares das Forças Armadas se amolde à realidade socioeconômica do País e contribua para o êxito das medidas de ajuste econômico em curso".

 

 
Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

01 de Ago. de 2019 às 16:28

Avassalador
Coisa de idiota(s)


Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

25 de Ago. de 2019 às 9:23

Avassalador
O Governador explicou deixando patente o seguinte entendimento: É general de mentirinha, que, inclusive não tem precedência diante dos demais coronéis e CMG das FA. O organismo militar AVACALHOU MESMO. Meu DEUS!


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )