ATENÇÃO! O BRASIL CORRE GRANDE PERIGO... | Blog Marmosilva-Rio | Portal Militar

Blog Marmosilva-Rio

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

ATENÇÃO! O BRASIL CORRE GRANDE PERIGO...

Publicado em 05 de Mar de 2009

907 Visualizações




Comunismo, Crimes, Terror, Opressão, Repressão e Extermínio.

A maior ameaça ao desenvolvimento da democracia no Brasil e no mundo ainda hoje. Outubro de 1917: O golpe de estado bolchevique significou bem mais do que a queda do czarismo e a subida ao poder de um grupo de políticos idealistas. A revolução liderada por Lenin tornou-se o ícone que representaria o começo de uma nova era para a humanidade, anunciando uma sociedade mais justa e um homem mais consciente de sua relação com seu semelhante.
Corriere Della Será, Em 27 de Novembro de 1917, abolidas todas as classes... A supressão do código penal... A fuga d princesa Tatiana. Um decreto do governo suprime todas as classes, dignidades e títulos e transmite para o Zemstvo (conselhos provinciais) os bens imóveis da nobreza e aos municípios os bens imóveis do comerciantes e burgueses. O conselho de comissários Nacionais elaborou um decreto suprimindo o Senado e todos os tribunais especiais e comerciais. Todos os assuntos judiciários, militares e civis serão julgados por tribunais de tipo único, compostos de um operário, um soldado e um camponês. Lênin teria a intenção de suprimir o código penal, sendo que os juízes deveriam julgar os delitos e impor as penas segundo sua consciência. A defesa não mais seria exercida por advogados, mas por membros dos tribunais designados para o caso. Isto não faz lembrar os fatos acontecidos atualmente no nosso país, onde parece que tudo acabará no STF, suprimindo a autonomia dos juízes de primeira instância em arbitrar as sentenças, é muita coincidência não acham, me parece que existem ideologias e manobras muito bem pensadas e articuladas com teorias leninistas e stalinistas no governo atual, parece que vivemos as sombras do comunismo fascista e disfarçado de democracia, onde os advogados de hoje, são meros transportadores de processos, pois vivemos em um sistema que só se sentencia grandes causas com muito dinheiro nas mãos, é a máxima da burguesia comunista de comissariados.
No Brasil de hoje, tanto faz ter ou não uma Constituição Federal, se as MPs, PECs e Decretos, formam um mecanismo idêntico ao utilizado por Lênin na U.R.S.S, onde ela é desrespeitada todos os dias impedindo o advogado de defender o cidadão e a sociedade dentro das cláusulas pétreas constitucionais, e a própria sociedade fica fora do debate político sobre as decisões políticas que só visam proteger as manobras excusas dos partidos tipo bolchevistas do Brasil. Ora, Se a Carta Magna como Lei máxima não permite a minha vontade pessoal, então façamos uma dessas emendas, que a coxa de retalhos ainda agüenta. Isto é Leninismo em ação na politica brasileira, só não vê quem não conhece ciências política e sociais.
Quero agora, fazer um paralelo com a abertura dos 90 livros-atas secretos da ditadura, que serão abertos ao público a partir da próxima quinta feira, para voltarmos a Novembro de 1989: A queda do Muro de Berlim e a conseqüente abertura dos arquivos dos países comunistas apareceram para o mundo como a derrocada final do sonho comunista. O livro negro do comunismo traz a público o saldo estarrecedor de mais de sete décadas de história de regimes comunistas: massacres em larga escala, deportações de populações inteiras para regiões sem a mínima condição de sobrevivência, expurgos assassinos liquidando o menor esboço de oposição, fome e miséria provocadas que dizimaram indistintamente milhões de pessoas, enfim, a aniquilação de homens, mulheres, crianças, soldados, camponeses, religiosos, presos políticos e todos aqueles que, pelas mais diversas razões, se encontraram no caminho de implantação do que, paradoxalmente, nascera como promessa de redenção e esperança. Os autores, historiadores que permanecem ou estiveram ligados à esquerda, não hesitam em usar a palavra genocídio, pois foram cerca de 100 milhões de mortos! Esse número assustador ultrapassa amplamente, por exemplo, o número de vítimas do nazismo e até mesmo o das duas guerras mundiais somadas. Genocídio, holocausto, portanto, confirmado pelos vários relatos de sobreviventes e, principalmente, pelas revelações dos arquivos hoje acessíveis.
O terror - o Terror Vermelho - foi o principal instrumento utilizado por comunistas tanto para a tomada do poder quanto para a sua manutenção, e também por grupos de oposição que
jamais chegaram ao governo. Os fatos demonstram: o terrorismo de oposição e o terrorismo de Estado, com freqüência praticados contra o seu próprio povo, são as grandes características do comunismo no século XX. Obstinados, pragmáticos, carismáticos, os líderes comunistas, que guiariam o mundo a seu destino inelutável, têm revelada a sua face sombria: Lênin, Stalin, Mão Zedong, Pol Pot, Ho Chi Minh, Fidel Castro e muitos outros se tornam os responsáveis diretos pelas atrocidades cometidas em nome do ideal comunista. Sob seus olhares zelosos, os "obstáculos" - qualquer homem, cidade ou povo - foram
sendo exterminados com violência e brutalidade. O livro negro do comunismo não quer justificar nem encontrar causas para tais atrocidades. Tampouco pretende ser mais um capítulo na polêmica entre esquerda e direita, discutindo fundamentos ou teorias marxistas. Trata-se, sobretudo, de dar nome e voz às vítimas e a seus algozes.
Vítimas ocultas por demasiado tempo sob a máquina de propaganda dos PCs espalhados pelo mundo. Algozes muitas vezes festejados e recebidos com toda a pompa pelas democracias ocidentais. Todos que de algum modo tomaram parte na aventura comunista neste século estão, doravante, obrigados a rever as suas certezas e convicções. Encontra-se, assim, uma das principais virtudes deste livro: à luz dos fatos aqui revelados, o Terror Vermelho deve estar presente na consciência dos que ainda crêem num futuro para o comunismo.
Burocrata sem coração transformou uma revolução popular, baseada em ideais de liberdade e de igualdade, numa ditadura do proletariado, totalitária sustentada pelo terror, perseguição implacável aos seus opositores, opressores do povo, terroristas em extermínio de uma sociedade civil que um dia acreditou na promessa de igualdade, fraternidade, mas que somente os burocratas da casta comunista e marxista se apoderavam e se deliciavam da gordura do povo pobre, espalhados e massacrados no campo. Exterminando mais de 100.000.000 de pessoas, são isso mesmo cem milhões de cidadãos por onde seus tentáculos puderam alcançar as sociedades asiáticas e ocidentais, porque, o leste Europeu foi devastado por um Terror Vermelho e a America do Sul passou a ser a rota desses.
Finalizando esta parte, gostaria de deixar um epílogo para o meu próximo blog, falando de algo semelhante ao MST do Brasil, que eram os Kulaks, ou seja, a luta contra os Kulaks como camponeses ricos, deu início a épica revolução da economia nacional, pelos privilégios que o governo concedera antes aos Kulaks, sem resultados, fazendo crescer a ameaça de fome e carestia, ficando para os camponeses pobres parte da divisão das grandes terras, repartidas em pequenos sítios, numa agricultura baseadas ainda em métodos medievais que remontavam os tempos Bíblicos comprimidos em pequenas aldeias. Falaremos disso no próximo blog. Depois de lido esse blog faça uma análise crítica e retrospectiva de tudo que vem acontecendo na política e nos governos neoliberais , leninista, stalinista e marxista, e verás que estamos muito mais próximo de um sistema de governo comunista do que democrático. Isto tudo se deu em 1928, apenas seis anos antes dos movimentos revolucionários comunistas do Brasil e America do Sul surgidos a partir de 1934. Coibido e combatido duramente pelas nossa Forças Armadas, Graças a Deus.
Sem mais, um forte abraço a todos: E lembrem-se: Juntos reconstruiremos um Brasil melhor e mais justos para os nossos filhos e netos.

Atenciosamente! MARMOSILVA-RIO


1 comentários


Dandolo comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

07 de Mar de 2009 às

Dandolo
Acho que não devemos satanizar, nem o capitalismo, e nem os regimes de esquerda.

A virtude está no meio. Os extremos nunca deram certo, e acabam caindo com o tempo.

O Regime Militar de 64, foi muito mais à esquerda dos que de Collor, FHC e Lula. Quem é que não sabe disso ?

O capital era centralizado, nas mãos dos bancos do governo; o IR era mais pesado; os preços, rigidamente controlados; grandes empresas nacionalizadas; o governo tinha 51% das ações das multinacionais, como os chineses fazem agora. Éramos protecionistas econômicos ferrenhos.

Collor, FHC e Lula foram neoliberalistas, por isso a maior parte das empresas brasileiras de tecnologia desapareceram. Temos muitas multinacionais aqui dentro, e poucas empresas genuinamente nacionais.

Hoje, eu vejo a China como um bom exemplo para os países em desenvolvimento. De 25 anos para cá, a China é outra nação.

Tínhamos que adaptar o Regime da China ao nosso país, se quisermos passar a crescer mais de 8%aa.

Eu sou adepto do protecionismo econômico. Temos que passar a praticar uma espécie de Toma Lá Dá Cá nas exportações / importações.

Depois que os americanos e europeus passaram a emitir dólares e euros aos montes e viraram protecionistas, a OMC foi enterrada.

Se a Dilma for a próxima Presidenta, que volte a economia do Regime Militar de 64, que é a mesma da China atual.

Este Blogueiro NÃO permite que VISITANTES comentem nesta postagem.
Junte-se a nós ou Entre para comentar!