As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 11-01-2006. Acessado 1321 vezes.
Título da Postagem:A origem das forças especiais nas Américas
Titular:Dr. Fabrizzio B. Dal Piero
Nome de usuário:Piero
Última alteração em 11-01-2006 @ 10:07 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]
Curriculum 
Vitae

 

 

 

Autor: * Dr.Dal Piero

As operações especiais não são nada novas para o soldado americano. Antes que os Boinas Verdes fossem tecnicamente incorporados aos exércitos estrangeiros, já existiam soldados que enfrentavam homens em bosques e pântanos durante a guerra francesa e a da Índia.Conhecido como Guarda-florestal de Rogers', depois do próprio chefe Robert Rogers, esses soldados foram a primeira das forças não convencionais das Américas.

Embora a era na que eles viveram fosse mais simples que a idade presente, as habilidades necessárias para se tornar um soldado de elite eram as mesmas.Os Guardas-florestais de Rogers' lutaram em terreno que os homens normais evitavam. Eles rastejavam para cima do inimigo com a cautela de uma serpente e mordiam como um urso. Mova-se rapidamente e bata duro, foi o que Rogers falou para seus homens que obedeceram e fixaram esse lema como o padrão para as gerações seguintes. A tradição continuou durante a revolução americana com Francis Marion, a Raposa do Pântano que conduziu operações de guerrilhas ousadas na Carolina do Sul e Geórgia. As tropas dele hostilizaram a inimiga com um sucesso fora de toda a proporção para o número pequeno de homens, isso porque Marion usou o elemento surpresa como seu maior potencial.

Na guerra civil, o Coronel John Singleton Mosby da Virgínia formou uma faixa de Rangers Confederados que se tornou o terror dos generais de União. Operando em território inimigo, Mosby e 300 voluntários cortaram comunicações, interceptaram materiais, destruiram vias férreas, afundaram navios e invadiram sedes atrás de linhas inimigas. Por causa de sua cautela para evitar a captura, Mosby veio ser conhecido como o Fantasma Cinza.

Bem-treinados e bem-disciplinados, Mosby e os seus homens fixaram um modelo para a guerra de guerrilha: debilite a linha de frente do inimigo, debilite a infra-estrutura do inimigo e ganhe o apoio das pessoas. Mosby protegia a população local dos saques dos soldados da União e compartilhava a riqueza capturada junto com eles ganhando assim o apoio e o carisma da população civil local.

Porém, não era até a Segunda Guerra Mundial conhecido os feitos e os grupos de operações especiais. Foi somente durante a Grande Guerra que a sociedade civil veio a conhecer os nomes de unidades como a Devil's Brigade, os Darby's Rangers, o Marauders de Merrill's e o Alamo Scouts.




Bookmark and Share
Outas colaborações de Piero
Veja Mais
Perfil de Piero
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!