As fragatas | Blog do marinheiro | Portal Militar

Blog do marinheiro

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Marinha

As fragatas

Publicado em 26 de Fev. de 2011


2215 Visualizações


Abracei a carreira naval. Passei por fases descontentes e desmotivantes. Pensei muito em mudar minha vida. Superei as dificuldades e me sinto numa fase positiva com grandes perpectivas. Estou vivendo uma nova experiência na carreira e motivado. Meu interesse pelos assuntos relacionados a minha profissão e carreira tem aumentado. Estou feliz. Estou fascinado e ansioso pelo aprendizado e conhecimento que quase deixei passar sem aproveitar a oportunidade que estava na minha frente. Vou usar meu blog para falar sobre os assuntos relacionados a marinha.


Sobre os navios do tipo fragata:


São o tipo mais comum de navio de guerra das principais marinhas do mundo. É um navio com um deslocamento entre as 2.000 e as 5.000 toneladas. Isto não significa que todo o navios nesta faixa de deslocamento seja uma fragata. Hoje em dia existem dois tipos básicos de fragata. As fragatas de emprego geral - sem função especial única, e as que efetuam missões específicas, como por exemplo de guerra anti-submarina (possuem sistema de sonares e lançadores de torpedos) e de guerra anti-aérea, estas com capacidades para se defenderem de ataques aéreos e que também podem atacar outros navios utilizando misseis anti-navio. As fragatas de defesa aérea são especializadas em armamentos antiaéreos para proteção própria e para proteger navios da esquadra que elas estejam fazendo a escolta, como por exemplo um porta-aviões.

7 comentários


luiz Roberto

26 de Fev. de 2011 às 23:48

luiz Roberto
Deixa de ser bobo e não fique se iludindo com a Marinha. Essa historia de que a Marinha vai comprar navios melhores é tudo mentira. O Governo não quer gastar nessa área, pois não traz retorno algum, somente gasto. Há pouco tempo saiu nos meios de imprensa que os navios da Marinha estão totalmente sucateados, tornando-se um verdadeiro perigo para os militares que lá servem. O nosso porta aviões "São Paulo" foi uma verdadeira malversação do dinheiro público, um verdadeiro exemplo do que é comprar errado, perder dinheiro. O elefante branco, como é conhecido, não sai do Arsenal, tem até vozes de oficiais que dizem que ele não navega mais. Nossas fragatas e corvetas são verdadeiras sucatas navegantes. Não conseguem fazer uma viagem fora do mar nacional sem ter que fazer reparos de urgencias.
Mas não fique chateadoe nem surpreso, pois a Fab e o Exercito da salvação estão iguais ou piores que a Marinha. Na Fab, já virou piada a historia dos caças. Os mirages 2000 vão parar e não vai ter avião para substitui-lo, até porque os F-5 tbm estão em estado deploravel, verdadeiramente sucateados. Mascararam o avião e dizem que voam por mais alguns anos. O Exercito nem se fala. Os tanques são apenas para enfeite, só funcionam para dar salvas de tiro, isso porque as munições tem validades e precisam ser usadas. São usados a cada 04 ou 08 anos para dar 21 salvas de tiro para a autoridade que assume o País. Conclusão: Não dá para estar motivado numa Força Armada em que o proprio governo faz questão de dar as costas. Não dá para estar motivado numa Força Armada que não investe no seu pessoal, que sempre coloca as prioridades que beneficiam uma meia duzia de oficiais, na frente daquelas que beneficiam o todo. Não dá para estar motivado numa profissão que não é reconhecida nem no meio militar como necessaria para sobrevivencia da Força.
Por tudo isso, acredito cada vez mais que quem fizer a escolha em ser Militar, em morrer por uma Nação que acaba de ter Tiririca e outros ilustres como deputado, em ver o Sarney ocupar a 2ª cadeira mais importante do País
depois de tudo que já foi mostrado pelo seu péssimo exemplo como político, quem fizer essa escolha, estará de fato totamente sem preparo e sem noção de escolha.






 

 
aldebaram comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

27 de Fev. de 2011 às 9:03

aldebaram
No estou bobo nem iludido com a Marinha. Estou muito consciente e despertado para as oportunidades nicas que a Marinha pode me oferecer. No penso s no soldo apesar de compreender a importncia do sustento de uma famlia, que ainda no formei mas que pretendo formar um dia. Tenho minhas prioridades agora e discernimento para dar passos no rumo mais seguro. Almejo muito dentro da Marinha compreendendo e entendendo como chegar l. Tambm vou aproveitar as oportunidades que a carreira oferece. Se navios, avies e tanques esto com problemas de manuteno todos sabemos. Resta-nos trabalhar para mante-los em condies mnimas de operao, fazer a nossa parte pois este patrimnio brasileiro est em nossas mos. O campo de atuao enorme e o aprendizado e experincia que se pode tirar das fainas e tarefas inquestionvel. Quem da Marinha sabe o orgulho que temos na capacidade de manter os navios em excelente estado com os pequenos recursos disponveis.

 

 
Destemido

27 de Fev. de 2011 às 10:01

Destemido

marinheiro, desejo que voc tenha sade para completar seus trinta anos de bons servios, sem, no entanto se contaminar, com a gua podre que disponibilizada dos tanques de aguada para o consumo dos militares (praas) nos navios; enquanto os oficias tomam gua de bolinha (mineral). Arrego marujo, tome vergonha, ningum nasceu para ser to humilhado assim; quando tiver um tempinho v ao Hospital Naval Marcilio Dias, para ver de perto quantos j contraram doenas abordo, provavelmente pelo consumo de gua contaminada.
No sou contra que voc continue na carreira militar, porem seja mais um, na luta para mudar essa triste realidade.

 

 
gustavo borges

27 de Fev. de 2011 às 15:46

gustavo borges
Leva mal no a gua de bordo agora est melhor do que antes. J tomei muito banho de ferrugem naqueles navios velhos que hoje nem existem mais. No reclama no que agora est tudo muito melhor.


mauriciogusmao

26 de Fev. de 2011 às 23:55

mauriciogusmao
E salário que o mais importante da carreira niguem fala né, por isso estou fazendo o concurso de soldado PM de Brasília o Sergipe......

 

 
aldebaram comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

27 de Fev. de 2011 às 8:56

aldebaram
O salrio importante porm no julgo ser o mais importante aspecto da carreira. Nossa carreira pode ser de sucesso mesmo com um salrio equiparado a mdia nacional.


stebsm comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

27 de Fev. de 2011 às 10:45

stebsm
Eu sei como é isso. Mas sabe como é, um dia a ficha cai e vemos que somos apenas um misero 0,00001% do efetivo substituível a qualquer momento ou até por ninguem e que estão se lixando pra você ou para sua familia.

Quando fores para a reserva você será um estranho para a Marinha e dois anos depois apenas alguns companheiros que ainda estão na ativa se lembrarão de você.

E não será pelo seu belo trabalho não. Será pela sua fisionomia. Porque o mais importante do que navios, blindados, armamentos, aviões é o elemento humano tão desvalorizado nas Forças Armadas.

Se fazemos um bom trabalho tem que ser pelo prazer pessoal e não para engrandecer Unidades ou repartições. A busca de conhecimento como forma de nos dar prazer pessoal é válida. Mas não se engane com falsas promessas pois seremos postos de lado algum dia.

É bom curtir os bom momentos da ativa com os colegas e amigos. Viver uma aventura de uma missão e um dia ter orgulho de ter vivido aquela situação, mas não espere recompensas futuras pois o que mais terá será lembranças e lembranças e só.

 

 
aldebaram comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

27 de Fev. de 2011 às 15:34

aldebaram
Aprendi a lutar por uma vida melhor algum tempo atrs. No estou pensando no dia que for para a reserva e ser reconhecido. Se pelo menos minha futura esposa e filho sentirem orgulho de mim estarei recompensado.

 

 
juventos

27 de Fev. de 2011 às 15:40

juventos
todo mundo quando passa para a reserva esquecido. um choque quando voc na reserva a paisana vai ao quartel e nem uma continncia te batem. E sou oficial. O desrespeito total daqueles que esto na guarda se esquecem que um dia estaro na reserva mas no deixaro de ser militares. Constitucionalmente temos direito a todas as prerrogativas como se na ativa estivesse. Felizmente s uma vez por ano tenho que retornar para o exerccio da reserva. Nos outros 364 dias esqueo que posso ser tratado como um paisano qualquer quando vou ao local onde deveria ser reconhecido pelo tempo de servio que prestei, com muita dedicao e sacrifcio.


ANTONIO CARLOS  ROQUE PINTO

27 de Fev. de 2011 às 14:53

ANTONIO CARLOS ROQUE PINTO
VOCE ESTÁ DESLUMBRADO COM A CARREIRA PORQUE DEVE TER NASCIDO EM BERÇO DE OURO ;NÃO PRECISA DE DINHEIRO PARA SOBREVIVER.SE VC FOSSE POVÃO ESTARIA PREOCUPADO COM O SALÁRIO .PARABÉNS CONTINUE COM SEU SONHO EFÊMERO.

 

 
aldebaram comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

27 de Fev. de 2011 às 15:29

aldebaram
Pelo contrrio. Nasci em famlia pobre e ingressei na carreira por influncia paterna. Quem acompanha minha trajetria sabe que estive a ponto de desistir da carreira. No uma carreira fcil para ns militares de graduao baixa. Felizmente o tempo passou para melhor. Felizmente consegui resistir aos piores perodos e agora estou em outra fase. No de sonhos, mas de realidades.


tropa comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

27 de Fev. de 2011 às 17:40

tropa
Parece que você seviu ou serve em Fragata, senão não estaria dando aula sobre elas. Queria ver você a bordo daqueles Contratorpedeiros antigos, dos anos 40, da 2ª Guerra Mundial, como eu embarquei em um deles em 1975. Guarnecia a parte embaixo do canhão, chamada PMS. Quando o navio dava um tiro com aqueles canhões pré-históricos caia ferrugem nos olhos. Quando o ar condicionado parava dormíamos num calor de mais de 40 graus. Entrei na Marinha na época do chamado "chumbo grosso". Em comparação aquela época, os de hoje estão no céu!!!

 

 
aldebaram comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

27 de Fev. de 2011 às 19:43

aldebaram
Sim, tenho passagem pela Fragata, navios considerados de bom conforto apesar do projeto ser de quase 40 anos. No conheci os velhos bicofinos como dizem as lendas. Devem ter sido anos de muita dedicao e amor a Marinha e tambm de muita vibrao poder ver, presenciar, sentir um canho dando tiro. Hoje no s esta experincia menos vivenciada, como at os dias de mar ocorrem com mais raridade, em alguns casos nem ocorrem, dependendo do navio onde se est servindo. Para um marinheiro desmotivante servir a bordo e nunca se fazer ao mar como dizemos por aqui. Imaginem para o comandante comandar um navio por dois anos e nunca ir ao mar com seu navio. A tripulao tambm sente muito. Eu gostaria de ter tido a oportunidade de embarcar em um navio em verdadeira faina de combate, me emocionar e vibrar com a faina. Esta experincia ainda no tive.


GRIFAO

27 de Fev. de 2011 às 20:58

GRIFAO
Parabéns por sua escolha e determinação. Os tempos não são bons tanto para os integrantes de nossas FFAA como para os civís como eu. São tempos difíceis, tão dificeis que tem dias que não sei o que preparar de bóia para meus filhotes (sou pai-mãe), com energia elétrica cortada inúmeras vezes porque não tenho como pagar. Para não contar de outras dificuldades.

Mas perceba que não fico aqui lamentando, chorando pelo que não tenho, ao contrário, como o senhor, luto pelo que acredito ser o melhor.

Sua determinação certamente será recompensada assim que recolocarmos nossa Nação no bom caminho, no caminho do Progresso com Ordem; quando a canalha tiver sido neutralizada.


VELHOALDO

28 de Fev. de 2011 às 12:32

VELHOALDO
É ISSO MEU AMIGO NÃO PERCA SUA MOTIVAÇÃO!, VIVEMOS DISSO DE VIGRAÇÃO, DE AUTO ESTIMA ELEVADA; NÃO É GRANA QUE DAR ISSO NÃO! AJUDA TODOS SABEM, QUE SIM! PRA NOSSA SUBSISTÊNCIA. TODOS QUEREMOS SER BEM REMUNERADOS, RECONHECIDOS PROFISSIONALMENTE, MAS INFELISMENTE NÃO É ASSIM, O PAÍS NÃO NOS HONRA COM ISSO. DURANTE MEUS 30 ANOS NA BRIOSA EU E MUITOS BRAVOS GUERREIROS (MO) NÃO PEGÁVAMOS MAR DE ROSAS (DE ALMIRANTE) ERA REBOCADOR TRIUNFO,2* GUERRA, OS PÊS, DUQUE DE CAXIAS, O INFERNO FLUTUALTE, EX,MINAS GERAIS,OUTRO INFERNO, SEM ARCOND. CORVETAS CLASSE BAHIANA, IMPERIAL E POR AÍ VAI. MAS TUDO ISSO FAZ PARTE DE NOSSO "CENÁRIO", QUE ALGUNS DIZIAM TRISTE. MAS É A FIBRA DO MARUJO INDOMÁVEL QUE VESTE SEU MACACÃO OPERATIVO E VAI E ENCARAR O COMBATE POR DEVER DO OFÍCIO,, QUE JUROU DEFENDER. E O QUE DIZER DOS CAMPANHAS, BONS AMIGOS LEAIS, QUE TEMOS E QUE APÓS A RESERVA QUASE NÃO MAIS OS VEMOS. QUANTA FALTA FAZ! . QUANDO ESTIVER NA ATIVA DÊ SEU SANGUE SEJA EMPOLGADO, BOM PROFISSIONAL, ( NÃO BAJULE) É BOM PARA SEU EGO.

 

 
aldebaram comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

28 de Fev. de 2011 às 15:44

aldebaram
Senhor, meu respeito e minha admirao pela sua postura e pelas suas palavras que me emocionaram. Queria muito um dia poder conhecer mais a fundo as histrias da marinha antiga. Fico at envergonhado de quando reclamava depois de tomar conhecimento das dificuldades que os velhos marinheiros enfrentaram naqueles navios da poca sem conforto mantendo viva a alma da nossa Marinha. Receba meu mais profundo jesto de cumprimento a um verdadeiro marinheiro: minha continncia.


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )