Ainda não se cadastrou? Junte-se a nós | Entrar Anuncie Já | Bate-Papo | Proposta
Portal Militar - Paixão pelo Brasil
Fórum de assuntos militares

Adicione ao Google Reader ou Página Principal | Adicione ao Yahoo Reader ou Página Principal |
Receba no email as atualizações no fórum: Parceria: FeedBurner
Portal Militar :: Exibir tópico - O Brasil vai sobreviver como NAÇÃO?
 FAQFAQ   PesquisarPesquisar   GruposGrupos   PerfilPerfil   Entrar e ver Mensagens PrivadasEntrar e ver Mensagens Privadas   LoginLogin 

O Brasil vai sobreviver como NAÇÃO?

 
Novo Tópico   Responder Mensagem    Portal Militar - Fórum -> Exército
Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem  
Autor Mensagem
edgaarcia
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 01 May, 2015
Mensagens: 1

PostEnviada: 20 05 2015, 19:31    Assunto: O Brasil vai sobreviver como NAÇÃO? Responder com Citação

AGORA O STF POSSUI UM MINISTRO INDICADO POR STÉDILE, O GENERAL DO MST.

Com todo respeito,
Sinto que estamos num ponto sem retorno.
E os China vem aí, iniciando ocupação...
Dever para China é CAIXÃO.

Vejo muita desesperança entre as pessoas de bem e de bons costumes.

O Brasil vai sobreviver como NAÇÃO?


#SemprePeloBrasil

@EdGaarcia
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada
ledolive
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 20 Feb, 2014
Mensagens: 2

PostEnviada: 25 03 2016, 9:49    Assunto: Responder com Citação

A DEGRADAÇÃO BRASILEIRA
Não posso entender a posição apática de nossas forças armadas, especialmente do meu Exército, diante da crise moral e a inversão de valores por que passa o nosso país.
Salta aos olhos a degradação moral dos nossos políticos, com muito poucas exceções;
Salta aos olhos a parcialidade do nosso Judiciário, com togados venais, bem assim da Polícia Federal e TCU;
Clama a indecência e corrupção reinante em nosso Congresso Nacional, com ênfase nos presidentes de ambas as casas legislativas;
Salta aos olhos a lavagem cerebral imposta pela grade mídia à população brasileira, à semelhança da propaganda imposta por Joseph Goebbels ao povo alemão durante o nazismo, segundo a qual uma mentira se repetida à exaustão, tornar-se-ia uma verdade.
Escandalosa a proliferação de inexpressivos partidos políticos, maioria “de aluguel”;
Inaceitável o grande número de senadores, deputados, vereadores e ministros de STJ, que nada fazem a não ser mamar nas esquálidas tetas de nossa República;
Não resta dúvida de que, na conjuntura mundial do momento, não há mais espaço para quarteladas e golpes militares, porém, por princípio constitucional, uma das atribuições das forças armadas brasileiras é a de garantir ordem interna e zelar pela segurança nacional.
Bom que fique bem claro que não se deseja aqui defender o atual Governo Federal, mas sim que sejamos republicanos não permitindo o impeachment de uma presidente democraticamente eleita, sem que haja um só fato que a desabone e, tão somente, com base em ilações e torpes manobras jurídicas.
Por outro lado, caso seja “empossado” ilegitimamente um governo neoliberal de oposição, que ninguém tenha dúvida dos retrocessos por que passará o nosso país, com perda de conquistas alcançadas a duras penas nos últimos 16 anos. Além disso, um novo governo com os políticos que aí estão, será uma mudança para muito pior.
Alguns exemplos do que certamente iria ocorrer:
• Desativação do Mercosul e retomada da ALCA – Área de Livre Comércio das Américas, com total submissão ao colonialismo americano;
• Desmantelamento do BRICS;
• Desativação do programa de construção do submarino nuclear;
• Cancelamento do contrato com o Governo Sueco para aquisição de caças Gripen, transferindo o contrato para caças americanos, este sem acesso aos hardwares operacionais;
• Desnacionalização da Petrobrás mediante sua venda aos grandes grupos internacionais, aliás com o retorno da tentativa do governo FHC em transforma-la em Petrobrax a fim de viabilizar sua privatização;
• Privatização do Banco do Brasil, CEF, CHESF e o que restou de nossas estatais, depois das privatizações fraudulentas durante o governo FHC, a exemplo da Vale e das teles;
Sinto saudades do meu Exército, onde estagiei de 30/08/1959 a 03/07/1962. Naquele meu Exército, a oficialidade era constituída de profissionais genuinamente patriotas norteados pelo amor incondicional à nossa pátria. Havia na época um movimento secreto, intitulado de A CENTELHA, com o slogan: BRASIL ACIMA DE TUDO, e é este BRASIL ACIMA DE TUDO que desejaria ver defendido ardentemente por nossos jovens oficiais da atualidade.
No meu entender, neste momento crítico que atravessamos, caberia às forças armadas, principalmente ao Exército Brasileiro, ao invés dar um golpe militar, garantir o final de governo à presidente Dilma, monitorando-a; no período, decretação de Estado de Sítio ou Lei Marcial, aproveitando-se o regime de exceção para:
1. Apurar e punir com rigor atos de corrupção praticados por homens públicos, independente de suas filiações partidárias;
2. Fazer um abrangente expurgo de todos os maus políticos (no exercício de mandatos ou não) cassando-lhes os direitos políticos por 20 anos;
3. Tornar inelegíveis também por 20 anos parentes dos políticos cassados até o 3º grau;
4. Regulamentar a atuação dos meios de comunicações, constituídos de concessionárias do serviço público, com pulverização dos grandes conglomerados;
5. Fazer uma faxina no Judiciário, aposentando maus juízes, procuradores, promotores e ministros do STF e STJ. Expurgar também aqueles propensos à prática de vedetismo, aproveitando-se do cargo exercido para fazer ”trampolim” político;
6. Fazer uma profunda reforma política, reduzindo drasticamente o número de partidos;
7. Reduzir o número de senadores, deputados federais, estaduais e vereadores, reduzindo também salários, subsídios e outras mordomias;
Salvador – Ba, março de 2016

Luiz Edmundo Santos Oliveira
1º Ten. R/2 – Inf.
Reg. 060935620-9 (04 Jan 57)
_________________
BRASIL ACIMA DE TUDO
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada
ledolive
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 20 Feb, 2014
Mensagens: 2

PostEnviada: 25 03 2016, 9:51    Assunto: Responder com Citação

A DEGRADAÇÃO BRASILEIRA
Não posso entender a posição apática de nossas forças armadas, especialmente do meu Exército, diante da crise moral e a inversão de valores por que passa o nosso país.
Salta aos olhos a degradação moral dos nossos políticos, com muito poucas exceções;
Salta aos olhos a parcialidade do nosso Judiciário, com togados venais, bem assim da Polícia Federal e TCU;
Clama a indecência e corrupção reinante em nosso Congresso Nacional, com ênfase nos presidentes de ambas as casas legislativas;
Salta aos olhos a lavagem cerebral imposta pela grade mídia à população brasileira, à semelhança da propaganda imposta por Joseph Goebbels ao povo alemão durante o nazismo, segundo a qual uma mentira se repetida à exaustão, tornar-se-ia uma verdade.
Escandalosa a proliferação de inexpressivos partidos políticos, maioria “de aluguel”;
Inaceitável o grande número de senadores, deputados, vereadores e ministros de STJ, que nada fazem a não ser mamar nas esquálidas tetas de nossa República;
Não resta dúvida de que, na conjuntura mundial do momento, não há mais espaço para quarteladas e golpes militares, porém, por princípio constitucional, uma das atribuições das forças armadas brasileiras é a de garantir ordem interna e zelar pela segurança nacional.
Bom que fique bem claro que não se deseja aqui defender o atual Governo Federal, mas sim que sejamos republicanos não permitindo o impeachment de uma presidente democraticamente eleita, sem que haja um só fato que a desabone e, tão somente, com base em ilações e torpes manobras jurídicas.
Por outro lado, caso seja “empossado” ilegitimamente um governo neoliberal de oposição, que ninguém tenha dúvida dos retrocessos por que passará o nosso país, com perda de conquistas alcançadas a duras penas nos últimos 16 anos. Além disso, um novo governo com os políticos que aí estão, será uma mudança para muito pior.
Alguns exemplos do que certamente iria ocorrer:
• Desativação do Mercosul e retomada da ALCA – Área de Livre Comércio das Américas, com total submissão ao colonialismo americano;
• Desmantelamento do BRICS;
• Desativação do programa de construção do submarino nuclear;
• Cancelamento do contrato com o Governo Sueco para aquisição de caças Gripen, transferindo o contrato para caças americanos, este sem acesso aos hardwares operacionais;
• Desnacionalização da Petrobrás mediante sua venda aos grandes grupos internacionais, aliás com o retorno da tentativa do governo FHC em transforma-la em Petrobrax a fim de viabilizar sua privatização;
• Privatização do Banco do Brasil, CEF, CHESF e o que restou de nossas estatais, depois das privatizações fraudulentas durante o governo FHC, a exemplo da Vale e das teles;
Sinto saudades do meu Exército, onde estagiei de 30/08/1959 a 03/07/1962. Naquele meu Exército, a oficialidade era constituída de profissionais genuinamente patriotas norteados pelo amor incondicional à nossa pátria. Havia na época um movimento secreto, intitulado de A CENTELHA, com o slogan: BRASIL ACIMA DE TUDO, e é este BRASIL ACIMA DE TUDO que desejaria ver defendido ardentemente por nossos jovens oficiais da atualidade.
No meu entender, neste momento crítico que atravessamos, caberia às forças armadas, principalmente ao Exército Brasileiro, ao invés dar um golpe militar, garantir o final de governo à presidente Dilma, monitorando-a; no período, decretação de Estado de Sítio ou Lei Marcial, aproveitando-se o regime de exceção para:
1. Apurar e punir com rigor atos de corrupção praticados por homens públicos, independente de suas filiações partidárias;
2. Fazer um abrangente expurgo de todos os maus políticos (no exercício de mandatos ou não) cassando-lhes os direitos políticos por 20 anos;
3. Tornar inelegíveis também por 20 anos parentes dos políticos cassados até o 3º grau;
4. Regulamentar a atuação dos meios de comunicações, constituídos de concessionárias do serviço público, com pulverização dos grandes conglomerados;
5. Fazer uma faxina no Judiciário, aposentando maus juízes, procuradores, promotores e ministros do STF e STJ. Expurgar também aqueles propensos à prática de vedetismo, aproveitando-se do cargo exercido para fazer ”trampolim” político;
6. Fazer uma profunda reforma política, reduzindo drasticamente o número de partidos;
7. Reduzir o número de senadores, deputados federais, estaduais e vereadores, reduzindo também salários, subsídios e outras mordomias;
Salvador – Ba, março de 2016

Luiz Edmundo Santos Oliveira
1º Ten. R/2 – Inf.
Reg. 060935620-9 (04 Jan 57)
_________________
BRASIL ACIMA DE TUDO
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder Mensagem    Portal Militar - Fórum -> Exército
Todos os horários são GMT - 3 Horas
Página 1 de 1

 

Ir para:   
Postar no fórum: Não permitido para visitantes anônimos.
Responder Tópicos Não permitido para visitantes anônimos.
Editar Mensagens: Não permitido para visitantes anônimos.
Excluir Mensagens: Não permitido para visitantes anônimos.
Votar nas Enquetes: Permitido.
Permitido anexar arquivos
Permitido fazer download

Powered by phpBB © 2001-2008 phpBB Group