Ainda não se cadastrou? Junte-se a nós | Entrar Anuncie Já | Bate-Papo | Proposta
Portal Militar - Paixão pelo Brasil
Fórum de assuntos militares

Adicione ao Google Reader ou Página Principal | Adicione ao Yahoo Reader ou Página Principal |
Receba no email as atualizações no fórum: Parceria: FeedBurner
Portal Militar :: Exibir tópico - Pensão para as filhas de militares
 FAQFAQ   PesquisarPesquisar   GruposGrupos   PerfilPerfil   Entrar e ver Mensagens PrivadasEntrar e ver Mensagens Privadas   LoginLogin 

Pensão para as filhas de militares
Ir à página Anterior  1, 2, 3
 
Novo Tópico   Responder Mensagem    Portal Militar - Fórum -> Filhas de Militares
Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem  
Autor Mensagem
Humb_Ubirajara
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 08 Sep, 2008
Mensagens: 12

PostEnviada: 09 07 2013, 19:01    Assunto: Responder com Citação

A última postagem é de 2012, faz tempo, falta de assunto?
Mas aí vai um.
È certo ou justo ser descontado os 1,5% para pensão militar(filha), se o militar não possui filha, nunca teve, somente porque não publicado em boletim o seu Termo de Renuncia, por um descaso seu em não ver a suspensão do mesmo em boletim, e ter passado o prazo do pedido de suspensão. Se fosse para mim ganhar este dinheiro, já teriam sustado o mesmo, mas como sai do meu, não permitem, pois alegam que não entrei na época certa, e para onde vai este dinheiro, quando morrer pois estão me descontando para beneficiar alguém que não existe, acho isto um absurdo, se alguém tiver alguma ideia, além de adotar uma criança, que me diga, a justiça aqui em Porto Alegre, já me recusou, pois alegaram que entrei fora do prazo, eu possuo o Termo de renúncia, mas a justiça o recusou, pois embora assinado por duas testemunha não tinh o recibo da secretária da unidade que foi recebido. Allguém tem alguma sugestão séria. Entrar na justiça novamente?
_________________
A indiferença dos bons é o combustível, que faz avançar o poder dos maus. Pense nisto, e diga até quando seremos indiferentes ao que acontece em nosso país.
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada
leilamarateixei
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 20 Nov, 2013
Mensagens: 1

PostEnviada: 20 11 2013, 22:12    Assunto: Auxilio doença para fihos de militares com mais de 21 anos Responder com Citação

Me assustei com algumas palavras agressivas de alguns participantes, achei que isso fosse um debate, onde todos poderiam expor suas opinioes e serem acessorados por um advogado para maiores explicaçoes. Hoje tenho 38 anos e perdi o direito do hospital PMMG aos 21. Não casei e moro com papai que vem me sustentando, inclusive com remédios, pois estou com problemas de saude que me prejudicam demais. Eu era analista de sistemas, e nem trabalhar mais estou podendo. Estou em tratamento pelo SUS o que é bem complicado...só quem ja foi sabe o que é. Preciso muito de ajuda, e gostaria de saber, se não haveria possibilidades de voltar a ter direito ao hospital, mesmo que tenha algum desconto em folha! Não temos condições de pagar um plano de saúde, e perdemos mamae no dia 19/04/2013, muito bem assistida no HPM, Quem puder me auxiliar, agradeço enormemente! Abços! Leila Sad
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada
karlynda
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 25 Dec, 2013
Mensagens: 1

PostEnviada: 25 12 2013, 11:39    Assunto: Responder com Citação

heitor escreveu:
[quote="Avassalador"]Eu sou Favorável a pensão militar, tanto para dependente esposa, como também para filha de militar, porem o valor da pensão para ambos deveriam ser limitadas ao teto da previdência social que hoje é de R$ 3.912,20.

Sua proposta é uma previsão do futuro não só para filhas como para todos os militares. Quem viver verá.[/QUOTE]
eu sou contra a pensao para filhas de militares com isso algumas dondocas se acomodam e NAO QUEREM TRABALHAR E MUITO MENOS ESTUDAR!!! ISSO TEM QUE MUDAR ,MENINAS NOVAS E ACOMODADAS ESPERANDO A MORTE DO MILITAR E ASSIM VIVEM DE PERNAS CRUZADAS,SEM SACRIFICIOS SEM ESFORÇOS,UMA VERGONHA!!!!
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada
Itauna
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 09 Dec 2007
Mensagens: 6

PostEnviada: 18 05 2014, 1:10    Assunto: Responder com Citação

Boa noite!
CONCEPÇÃO: Um Exército é como uma força da natureza. Ele vai existir sempre porque é necessário para manter o equilíbrio da Nação.
Vamos continuar unidos e reflita porque "O EXÉRCITO SÓ PODERÁ SER DESTRUIDO POR ÊLE MESMO"
ITAUNA.
"UNIR PARA EXPANDIR"
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada Enviar Email Visitar a homepage do Usuário Endereço de AIM Yahoo Messenger MSN Messenger
Itauna
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 09 Dec 2007
Mensagens: 6

PostEnviada: 18 05 2014, 2:44    Assunto: Responder com Citação

Boa Noite!
Agradeço a DEUS por ter incorporado ao Exército Brasileiro no dia 20 de janeiro de 1958 com 21 anos de idade, na condição de refratário, pois faço aniversário no dia 1º de janeiro. Na vida civil já era Gerente de uma Empresa transportadora de carga para todo o Brasil. Sou natural de Salvador - BA e conheço as diversas regiões do Brasil, menos a Região Norte.
Hoje na presente data, tenho 56 anos de serviço e 77 de idade pois nasci em 1937. Me aposentei aos 30 anos de serviço e graças a Deus alcancei a alta graduação de Subtenente, Chefe de todos os praças naquele momento. O motivo da minha satisfação e alegria é porque na Vila Militar do RJ várias vezes assistí os desfiles de 12.000 companheiros e postado ao lado esquerdo da maior autoridade presente, o Cmt da DE, sua Exa o então Gen Div Figueiredo. Ele durante o seu comando convidava o ST mais antigo, nessa situaão para tal certamente procurando demonstrar consideração. Era norma que todo ST que cometesse qualquer transqressão disciplinar que não estivesse enquadrado em IPM, primeiramente teria que ser ouvido por esse ST para exarar o parecer e depois ser avaliado por sua Exa Gen Cmt da DE, que punição lhe seria imputada. Tenho todas condecorações que uma praça pode conquistar inclusive o comportamento "EXCEPCIONAL", tenho 3 Cursos de Extensão. No dia 31 Mar 88, mera conhecidência fui para casa com direito a um soldo a mais. Tenho 2 cursos de aperfeiçoamentos, pois por ser Burocrata cuja função que foi considerada culpada de ter vazado muitos conhecimentos das correspondências "SIGILOSAS" para os contrários concederam uma oportunidade de escolher uma Arma ou Serviço que poderia ser INFANTARIA, COMUNICAÇÕES ou SAÚDE. Escolhí portanto COMUNICAÇÕES pois os seus cursos de Manutenção dessa ARMA eram considerados, para quem o fizesse, ficavam portadores do 2º Grau pois eu não o tinha, e só assim poderia ser promovido ao Posto de Oficial dos quadros QOE ou QOA.
Sempre gostei do Exrcito tanto que passei a atuar nos Gremios. Faço parte até hoje dos Gremios Cara de Tigre do 57º BIM (Es), Tujá Curumim da Es Com, do Papagaio do 1º B Com Div e do Chamada Geral, da Eslog (Antiga Es Mat Bel).
Tive durante os 30 anos de serviço 78 eloogios por serviços prestadose já na reserva conquistei a comenda de serviços prestados ao GRAREI o Certificado e Medalha. Na vida civil, mesmo estando na ativa fui agraciado com o Título de Cidadão Honorário por bons serviços prestados ao município de Nilópolis por palestras realizadas na UERJ, UFFRJ, ROTARY CLUB, onde fui mermbro durante 12 anos.
Alguns amigos me perguntam, em tom de gozação, surpresos, porque os Sargentos, até sem nenhum curso, que realmente ficaram comprovados terem partrcipados ativamente do movimento de 31 Mar 1964, após serem anistiados, hoje são Capitães?
Eu não sei responder, mas digo sempre que a culpa não é da força singular Exército e sim do sistema.
ITAUNA
"FAÇA VALER A CONSTITUIÇÃO FEDERAL"


Editado pela última vez por Itauna em 18 05 2014, 2:51, num total de 3 vezes
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada Enviar Email Visitar a homepage do Usuário Endereço de AIM Yahoo Messenger MSN Messenger
Itauna
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 09 Dec 2007
Mensagens: 6

PostEnviada: 18 05 2014, 2:45    Assunto: Responder com Citação

Boa Noite!
Agradeço a DEUS por ter incorporado ao Exército Brasileiro no dia 20 de janeiro de 1958 com 21 anos de idade, na condição de refratário, pois faço aniversário no dia 1º de janeiro. Na vida civil já era Gerente de uma Empresa transportadora de carga para todo o Brasil. Sou natural de Salvador - BA e conheço as diversas regiões do Brasil, menos a Região Norte.
Hoje na presente data, tenho 56 anos de serviço e 77 de idade pois nasci em 1937. Me aposentei aos 30 anos de serviço e graças a Deus alcancei a alta graduação de Subtenente, Chefe de todos os praças naquele momento. O motivo da minha satisfação e alegria é porque na Vila Militar do RJ várias vezes assistí os desfiles de 12.000 companheiros e postado ao lado esquerdo da maior autoridade presente, o Cmt da DE, sua Exa o então Gen Div Figueiredo. Ele durante o seu comando convidava o ST mais antigo, nessa situaão para tal certamente procurando demonstrar consideração. Era norma que todo ST que cometesse qualquer transqressão disciplinar que não estivesse enquadrado em IPM, primeiramente teria que ser ouvido por esse ST para exarar o parecer e depois ser avaliado por sua Exa Gen Cmt da DE, que punição lhe seria imputada. Tenho todas condecorações que uma praça pode conquistar inclusive o comportamento "EXCEPCIONAL", tenho 3 Cursos de Extensão. No dia 31 Mar 88, mera conhecidência fui para casa com direito a um soldo a mais. Tenho 2 cursos de aperfeiçoamentos, pois por ser Burocrata cuja função que foi considerada culpada de ter vazado muitos conhecimentos das correspondências "SIGILOSAS" para os contrários concederam uma oportunidade de escolher uma Arma ou Serviço que poderia ser INFANTARIA, COMUNICAÇÕES ou SAÚDE. Escolhí portanto COMUNICAÇÕES pois os seus cursos de Manutenção dessa ARMA eram considerados, para quem o fizesse, ficavam portadores do 2º Grau pois eu não o tinha, e só assim poderia ser promovido ao Posto de Oficial dos quadros QOE ou QOA.
Sempre gostei do Exrcito tanto que passei a atuar nos Gremios. Faço parte até hoje dos Gremios Cara de Tigre do 57º BIM (Es), Tujá Curumim da Es Com, do Papagaio do 1º B Com Div e do Chamada Geral, da Eslog (Antiga Es Mat Bel.
Tive durante os 30 anos de serviço 78 eloogios por serviços prestadose já na reserva conquistei a comenda de serviços prestados ao GRAREI o Certificado e Medalha. Na vida civil, mesmo estando na ativa fui agraciado com o Título de Cidadão Honorário por bons serviços prestados ao município de Nilópolis por palestras realizadas na UERJ, UFFRJ, ROTARY CLUB, onde fui mermbro durante 12 anos.
Alguns amigos me perguntam, em tom de gozação, surpresos, porque os Sargentos, até sem nenhum curso, que realmente ficaram comprovados terem partrcipados ativamente do movimento de 31 Mar 1964, após serem anistiados, hoje são Capitães?
Eu não sei responder, mas digo sempre que a culpa não é da força singular Exército e sim do sistema.
ITAUNA
"FAÇA VALER A CONSTITUIÇÃO FEDERAL"
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada Enviar Email Visitar a homepage do Usuário Endereço de AIM Yahoo Messenger MSN Messenger
Itauna
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 09 Dec 2007
Mensagens: 6

PostEnviada: 18 05 2014, 3:12    Assunto: Responder com Citação

Boa noite!
Amigos prestem bem atenção.
Eu já disse isso em outra mensagem acima:

Um Exército é como uma força da natureza e como tal elé é uma EGREGORA ou seja atualmente tratamos essa força de NPF - Núicleo Pensamento Força, vejamos:

“Quando duas ou mais pessoas se aliam num espírito de perfeita harmonia, com o propósito de alcançar um determinado fim, esta aliança gerará, se respeitada por todos os aliados, poderes SOBREHUMANOS, de natureza irresistível”

Pense nisso, reflita:
Este princípio funciona tanto para o Exércdito como para a família.
ITAUNA
"UNIR PARA EXPANDIR"
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada Enviar Email Visitar a homepage do Usuário Endereço de AIM Yahoo Messenger MSN Messenger
GLOBOLINQUE
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 01 Mar 2008
Mensagens: 1
Estado: São Paulo

PostEnviada: 30 08 2014, 20:38    Assunto: Responder com Citação

Acho amoral, embora legal, o militar se divorciar pagando pensão judicial, casar-se novamente, e, caso faleça, deixar 50 % da pensão para a ex-mulher, 25 para a filha (mesmo casada e com profissão rentável), e ficar somente 25% para a viúva.

Também desconheço alguma brecha na legislação quer permita ao militar inativo renunciar do desconto de 1,5 por cento para a filha, que não precisará da fração de 25% em caso de falecimento do pai militar inativo.
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada Endereço de AIM Yahoo Messenger MSN Messenger
andreinamoreira
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 01 Nov, 2014
Mensagens: 4

PostEnviada: 01 11 2014, 23:49    Assunto: Responder com Citação

Senhor Aboud, respeito sua opinião feita, mas creio que um pai quer garantir um futuro para seus filhos, principalmente porque depois de falecido suas esposas companheiras podem virar uma mãe maldita pegando o provento deixado pra prover os filhos e dá-los ao gigolô ou mesmo pedófilo que colocam em casa. Deixando os filhos muitas vezes infantes ao Deus dará. E falo-te ja ouvi muitos comentários de filhas que passaram o horror com suas genitoras apos os pais das mesmas falecerem. Só digo uma coisa talvez não seja o que acontecerá com sua filhas. Quem sabe? Mas deixar ao menos garantido já vale. E outra, caso sua esposa faleça antes de você como sucederá? quanto ao desconto que paga todo mes, quando vc falecer o governo ficara so pra ele.
_________________
Por favor quem tiver duvidas sobre separar cota parte da pensão entre contato comigo pelo facebook. https://www.facebook.com/andreina.moreira.31
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada MSN Messenger
andreinamoreira
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 01 Nov, 2014
Mensagens: 4

PostEnviada: 02 11 2014, 0:10    Assunto: Divisão da pensão e desconto de 1,5% judicialmente Responder com Citação

GLOBOLINQUE escreveu:
Acho amoral, embora legal, o militar se divorciar pagando pensão judicial, casar-se novamente, e, caso faleça, deixar 50 % da pensão para a ex-mulher, 25 para a filha (mesmo casada e com profissão rentável), e ficar somente 25% para a viúva.

Também desconheço alguma brecha na legislação quer permita ao militar inativo renunciar do desconto de 1,5 por cento para a filha, que não precisará da fração de 25% em caso de falecimento do pai militar inativo.


A lei da pensão é clara é 50% dividido entre viúva e ex e os outros 50% pras filhas.

Art. 7o A pensão militar é deferida em processo de habilitação, tomando-se por base a declaração de beneficiários preenchida em vida pelo contribuinte, na ordem de prioridade e condições a seguir: (Redação dada pela Medida provisória nº 2.215-10, de 31.8.2001)

I - primeira ordem de prioridade: (Redação dada pela Medida provisória nº 2.215-10, de 31.8.2001)

a) cônjuge; (Incluída pela Medida provisória nº 2.215-10, de 31.8.2001)

b) companheiro ou companheira designada ou que comprove união estável como entidade familiar; (Incluída pela Medida provisória nº 2.215-10, de 31.8.2001)

c) pessoa desquitada, separada judicialmente, divorciada do instituidor ou a ex-convivente, desde que percebam pensão alimentícia; (Incluída pela Medida provisória nº 2.215-10, de 31.8.2001)

d) filhos ou enteados até vinte e um anos de idade ou até vinte e quatro anos de idade, se estudantes universitários ou, se inválidos, enquanto durar a invalidez; e (Incluída pela Medida provisória nº 2.215-10, de 31.8.2001)

e) menor sob guarda ou tutela até vinte e um anos de idade ou, se estudante universitário, até vinte e quatro anos de idade ou, se inválido, enquanto durar a invalidez. (Incluída pela Medida provisória nº 2.215-10, de 31.8.2001)
§ 1o A concessão da pensão aos beneficiários de que tratam o inciso I, alíneas "a", "b", "c" e "d", exclui desse direito os beneficiários referidos nos incisos II e III. (Incluído pela Medida provisória nº 2.215-10, de 31.8.2001)

§ 2o A pensão será concedida integralmente aos beneficiários do inciso I, alíneas "a" e "b", ou distribuída em partes iguais entre os beneficiários daquele inciso, alíneas "a" e "c" ou "b" e "c", legalmente habilitados, exceto se existirem beneficiários previstos nas suas alíneas "d" e "e". (Incluído pela Medida provisória nº 2.215-10, de 31.8.2001)

§ 3o Ocorrendo a exceção do § 2o, metade do valor caberá aos beneficiários do inciso I, alíneas "a" e "c" ou "b" e "c", sendo a outra metade do valor da pensão rateada, em partes iguais, entre os beneficiários do inciso I, alíneas "d" e "e". (Incluído pela Medida provisória nº 2.215-10, de 31.8.2001)

E sobre o 1,5% ja houve jurisprudência favoraveis para militares sem filhas.

Ia esquecendo a ex recebe a porcentagem da pensão alimenticia dada em juízo, mas pra valer tem que entrar via judicial pois estão dando pra elas automaticamente.
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada MSN Messenger
alfran
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 08 May, 2015
Mensagens: 1

PostEnviada: 11 05 2015, 19:43    Assunto: Responder com Citação

Quem tem amor pelos filhos de sua amada, não muda seus direitos para pior. - Alfran
_________________
Estamos precisando de melhores governantes.
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada Endereço de AIM Yahoo Messenger MSN Messenger
marujo2505
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 03 Feb, 2016
Mensagens: 1

PostEnviada: 03 02 2016, 16:34    Assunto: Responder com Citação

Deixem de bobagens e ficar discutindo por causa disso (pensão de filhas de militar), todos fizeram opção de deixar ou não pensão pra suas filhas pagando 1,5% isso encerrou o assunto e na realidade só nos foi dada essa oportunidade porque os oficiais generais da época queriam proteger suas filhas então a opção teve que ser estendida a nós praças tbm, agora outros direitos que não prejudicava eles em nada como licença premio(oficiais não tiram licença premio) cairam sem nenhuma regra de transição entao deixem de bobagem esse assunto ja esta resolvido.
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada
gcoelho
Newbie
Newbie


Cadastrou-se em: 08 May, 2012
Mensagens: 1

PostEnviada: 09 07 2016, 22:16    Assunto: Responder com Citação

Ainda não me dei conta do motivo por que algumas pessoas são contra a pensão para as filhas dos militares. Ora, se o militar está, mensal e regularmente, pagando por esse benefício que legará às filhas, qual é o problema? Trata-se de uma previdência, inclusive sujeita à sua escolha e concordância, tal como ocorreria se vc optasse por uma previdência no setor privado. Também não vejo motivo para limitar o valor da pensão a este ou àquele teto, se nos é cobrado uma mensalidade proporcional ao soldo de cada um. É minha opinião.
_________________
O rústico, porque é ignorante, vê que o ceu é azul, mas o filósofo, porque é sábio, vê que aquilo que parece ceu azul nem é azul, nem é ceu.
Voltar ao Topo
Perfil do Usuário Enviar Mensagem Privada
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder Mensagem    Portal Militar - Fórum -> Filhas de Militares
Todos os horários são GMT - 3 Horas
Ir à página Anterior  1, 2, 3
Página 3 de 3

 

Ir para:   
Postar no fórum: Não permitido para visitantes anônimos.
Responder Tópicos Não permitido para visitantes anônimos.
Editar Mensagens: Não permitido para visitantes anônimos.
Excluir Mensagens: Não permitido para visitantes anônimos.
Votar nas Enquetes: Não permitido para visitantes anônimos.
Não Permitido anexar arquivos
Não Permitido fazer download

Powered by phpBB © 2001-2008 phpBB Group