Olá Visitante! Junte-se a nós! ou Entre para inserir uma História Militar.
[ Anuncie Já | Fórum | Blogs | Bate-Papo | Ajuda | Proposta ]
 
Página PrincipalPortal Militar Escute hinos e canções militares na Rádio do PortalHinos Fórum do Portal MilitarFórum Blogs Hospedados no PortalBlogs Converse no chat com militaresBate-Papo Videos do YoutubeVideo ArtigosArtigos AgendaAgenda Hotel de TrânsitoHotel Deixe um mensagem para todos do portal.!Fonoclama EntrarEntrar! Junte-se a nós!Junte-se a nós!
  Ir para Página Principal do Portal Militar
 
   
 
[ Todos as Histórias | Todos os Colaboradores | Os últimos 20 Colaboradores ativos ]

[ Dúvidas | Política de Publicação | Busca avançada ]

Usuários Colaboradores podem enviar Histórias Militares ou relacionadas, além de poder comentar as Histórias enviadas por outros usuários!
© Todos os direitos reservados aos seus autores. Esta material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização de seus autores. As opiniões expressas ou insinuadas nesta revista pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do Portal Militar.com.br ou de quaisquer outros órgãos ou departamentos do governo brasileiro.
 

 
Aspirante Francisco Mega
Inserido por: ClaudioBento
Em: 06-29-2006 @ 06:20 pm
 

 

“ Os que morrem por seu país, o  servem  mais num só dia, do que os demais em todas as suas vidas”,

Afirmação  esta de  Péricles, o estadista e general grego do século V antes de Cristo, que recebeu o seu nome, como o grande artífice do apogeu da Grécia Antiga, berço da Arte Militar Ocidental.

E o Aspirante Francisco Mega, carioca do Regimento Sampaio, bem se enquadrou no abalizado pensamento de Péricles ao tombar em ação a frente de seu pelotão no disputadíssimo e sangrento combate de Montese em 15 abr 1945, na conquista da conta 778, tendo antes incentivado seus homens com estas palavras:

“ A minha vida nada vale, a minha morte nada significa diante do que vocês ainda tem para fazer. Prossigam na luta!

E expirou, sendo o único aspirante a oficial tombado em combate, egresso da Escola Militar do Realengo, de onde saíra fazia  três meses.

Por seu heroísmo foi agraciado com a Cruz de Combate de 1ªClasse,  destinada a premiar atos de bravura ou espírito de sacrifício no cumprimento de missões de combate”.

O decreto que lhe concedeu esta condecoração mencionou:

“ Concluiu o curso da Escola Militar do Realengo em sua última turma e incorporou-se ao Regimento Sampaio na véspera do ataque a Monte Castelo em que tomou parte. Comandava o Pelotão do 1º Escalão no ataque a Montese. Apesar da forte resistência do inimigo que procurava deter nosso avanço com tiros ajustados, de metralhadoras e forte bombardeio, impulsionou infatigavelmente seu Pelotão, cujos homens eram empolgados pelo seu exemplo de bravura e sangue frio.

Ferido mortalmente, a frente dos seus homens, em pleno ataque, em um só momento deu provas de franqueza. Assistido por seus soldados, com admirável serenidade, sentindo que ia morrer, rezou!

E isto depois de ter confiado ao Pelotão uma lembrança para sua mãe Dona Angelina Garofalo Mega. E continuou falando a seus homens, incitando-os a prosseguir no cumprimento do dever. Calmo e conformado, compenetrado das suas responsabilidades de chefe, a quem cabia estimular os seus subordinados naquele momento crítico, pronunciando palavras de entusiasmo e confiança na vitória. E  exalou o último suspiro. “

Conquistado Montese em 14 abr 1945, a leste de Montese os alemães resistiam e em especial na cota 778. Coube ao 2º BI do Regimento Sampaio ao comando do Major  Sizeno Sarmento atacar na manhã de 15 de abril a cota 778.  Missão atribuída ao pelotão ao comando do Aspirante Francisco Mega.

 E ele partiu para ataque sob intenso fogo inimigo, quando foi ferido mortalmente por sua rajada de metralhadora, quando ia iniciar o assalto. Pressentindo a morte determinou ao sargento Agenor, auxiliar que assumiu o comando do Pelotão muito desolado e paralisado. Mas o Aspirante Mega encontrou forças para incentivá-los, com bom humor, disfarçando aos olhos dos comandados a sua tragédia pessoal.

“Porque estão parados em torno de min? A guerra é lá na frente. Quem está no fogo é para se queimar! Estou aqui porque quis! Se vocês estão sentidos com o que me aconteceu, vinguem-se acertando o comandante deles! De nada valerá o meu sacrifício se não conquistarem o objetivo. A minha vida nada vale, a minha morte nada significa diante do que vocês ainda tem para fazer. prossigam na luta...”

E a cota 778 foi conquistada ao final da tarde.

Em 1953, por seu heroísmo e comovente exemplo, foi escolhido para nome da turma formada em 15 fev 1955 sob este argumento:

“ Os cadetes de 1953 da AMAN (1 º Ano), ao homenagearem o herói expedicionário da última campanha da Itália, não tomaram a si, somente um exemplo de abnegado patriotismo, nas se integraram no dever da nação de eternizar a memória histórica dos nomes que tombaram em defesa do Brasil. “ (Revista Agulhas Negras, 1953)

Os 50 anos de formatura da Turma Asp Mega em 15 fev 1955 na AMAN transcorre no ano dos 60 anos  de sua morte heróica.

As  turmas egressas da AMAN, em Resende, levam o nome de marechais, generais, batalhas, efemérides marcantes e Almirante  Tamandaré. As três únicas turmas a homenagearem heróis de patentes inferiores foi a de 15 Fev 1955, Turma Asp Mega, a de 15 dez 1977, Turma Alferes Tiradentes, e a 29 de novembro de 2003, Sargento –Maior Antônio Dias Cardoso que revelamos em nosso livro As batalhas dos Guararapes, análise de descrição militar. (Recife:UFPE,1971.2v)que consta em Livros no citado site. Assim excelente companhia  do heróico Aspirante Meiga com Tiradentes o Patrono Cívico do Brasil e com Dias Cardoso, o mestre da Guerra Brasílica e Patrono das Forças Especiais do Exército do Brasil. Aspirante que respondeu a altura, no seu encontro com a História, a preparação moral e profissional esmerada que recebeu na velha e benemérita Escolar Militar do Realengo 1913/45. O heróico aspirante era filho do casal José Meiga e da já referida Dr . Angelina Grafonola Meiga.

FONTES CONSULTADAS

1.        ARAGÃO, José de Campos, gen. Asp. Meiga um bravo no Regimento Sampaio, In: História para soldados. Rio de Janeiro: BIBLIEX, 1964.

2.        BARROS, Aluizio, dr. Asp Mega, in: Expedicionários sacrificados na Itália. Rio de  Janeiro: Bruno Buccine, 1957. p. 59 (com retrato).

3.        BENTO, Claudio Moreira, cel. Jubileu de Ouro da AMAN em Resende. Volta Redonda: Gazetilha, 1994.

4.        (_____) História Militar de Resende 1744-2001.(Resende: AHIMTB,2001)Comemorativa do Bicentenário de Resende município e vila

5.        REVISTA AGULHAS NEGRAS. Asp Mega, patrono dos cadetes da AMAN de 1953 (1º ano), nº1, 1953 (Cerimônia aniversário AMAN, 23 abr 1953)

6.         (____). Asp Mega imolado na FEB (Foto cadete), nº 54, 1945.

7.        REVISTA DA ESCOLA MILITAR. Cadete de Infantaria Mega. 1944, p.94

8.        SOUZA, Thorio B. de, ten. cel. Com na FEB na Itália. Revista Agulhas Negras. Resende, AMAN, 1958.

 


Última alteração em 06-29-2006 @ 06:20 pm

[ Envie esta História para um amigo! ]

 
Comentar
Comentar
Veja mais
Veja mais
Perfil do usuário colaborador
Perfil do usuário colaborador
Envie uma Mensagem Privada
Envie uma Mensagem Privada
 

  Comentário enviado por: angelamega
(Publicado em 03-22-2014 às 03:20 pm)

Comentário: Sou Angela Maria Mega e Chagas, sobrinha do Aspirante Méga, de quem muito me orgulho. Gostaria de solicitar correção nos nomes dos meus avós, pais do referido Aspirante Méga. O nome do meu avô era José Méga (e não Meiga como grafado no texto) O nome da minha avó era Angélica Garófalo Méga (e não Angelina Grafonola Meiga) Os erros estão na frase: O heróico aspirante era filho do casal José Meiga e da já referida Dr . Angelina Grafonola Meiga. Por favor, façam a correção nesse texto. A família do Aspirante Méga agradece.
 


  Comentário enviado por: angelamega
(Publicado em 03-22-2014 às 03:35 pm)

Comentário: Há outra frase onde o nome da minha avó está grafado um pouco menos errado: "E isto depois de ter confiado ao Pelotão uma lembrança para sua mãe Dona Angelina Garofalo Mega." Nessa frase, só o primeiro nome está errado - chamava-se Angélica. O texto todo deveria ser relido, pois em vários momentos o nome Méga aparece trocado por Meiga. Por favor, peço correção.
 


  Comentário enviado por: angelamega
(Publicado em 03-22-2014 às 03:35 pm)

Comentário: Há outra frase onde o nome da minha avó está grafado um pouco menos errado: "E isto depois de ter confiado ao Pelotão uma lembrança para sua mãe Dona Angelina Garofalo Mega." Nessa frase, só o primeiro nome está errado - chamava-se Angélica. O texto todo deveria ser relido, pois em vários momentos o nome Méga aparece trocado por Meiga. Por favor, peço correção.
 


  Comentário enviado por: angelamega
(Publicado em 03-22-2014 às 03:38 pm)

Comentário: Meu último comentário foi postado 2 vezes. Não descobri como deletar uma delas.