Olá Visitante! Junte-se a nós! ou Entre para inserir uma História Militar.
[ Anuncie Já | Fórum | Blogs | Bate-Papo | Ajuda | Proposta ]
 
Página PrincipalPortal Militar Escute hinos e canções militares na Rádio do PortalHinos Fórum do Portal MilitarFórum Blogs Hospedados no PortalBlogs Converse no chat com militaresBate-Papo Videos do YoutubeVideo ArtigosArtigos AgendaAgenda Hotel de TrânsitoHotel Deixe um mensagem para todos do portal.!Fonoclama EntrarEntrar! Junte-se a nós!Junte-se a nós!
  Ir para Página Principal do Portal Militar
 
   
 
[ Todos as Histórias | Todos os Colaboradores | Os últimos 20 Colaboradores ativos ]

[ Dúvidas | Política de Publicação | Busca avançada ]

Usuários Colaboradores podem enviar Histórias Militares ou relacionadas, além de poder comentar as Histórias enviadas por outros usuários!
© Todos os direitos reservados aos seus autores. Esta material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização de seus autores. As opiniões expressas ou insinuadas nesta revista pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do Portal Militar.com.br ou de quaisquer outros órgãos ou departamentos do governo brasileiro.
 

 
Bougainville - Henry Gurke
Inserido por: Piero
Em: 08-29-2006 @ 04:08 pm
 

 
Curriculum 
Vitae

 

 

 

Autor: * Dr.Dal Piero

 

A metralha japonesa semeava a morte nas linhas norte-americanas. As unidades japonesas, avançando lentamente, estão já muito próximas das posições americanas. Logo o combate se resolverá com o emprego de granadas de mão. E os soldados que defendem as trincheiras americanas sabem disso. Também o sabe o soldado Henry Gurke, que compartilha um ninho de atirador com outro companheiro, o soldado Donald Probst.

Num determinado momento, quando as nipônicos se lançam ao assalto contra as posições defendidas pelos americanos, o soldado Gurke murmura, dirigindo-se ao seu companheiro:

- Você está com a metralhadora, é mais importante...

O soldado Probst, sem compreender o motive das palavras de Gurke, responde:

- Sim, estou com a metralhadora, e dai?

Gurke, em voz baixa, the diz:

- Os japoneses estão atirando granadas de mão e tua metralhadora é muito importante... Se alguma granada cair sobre nós, deixa comigo...

E acontece. Instantes mais tarde, uma granada japonesa descreve uma parábola, e cai no buraco onde se protegem os dois soldados. E Gurke, sem alarde, sem gastar palavras, simplesmente, como quem cumpre uma obrigação inapelável, se joga sobre a granada, que explode sob o seu corpo...

A metralhadora de Probst continua disparando, graças ao sacrifício de Gurke, que deu sua vida para isso.

 


Última alteração em 08-29-2006 @ 04:09 pm

[ Envie esta História para um amigo! ]

 
Comentar
Comentar
Veja mais
Veja mais
Perfil do usuário colaborador
Perfil do usuário colaborador
Envie uma Mensagem Privada
Envie uma Mensagem Privada