Olá Visitante! Junte-se a nós! ou Entre para inserir uma História Militar.
[ Anuncie Já | Fórum | Blogs | Bate-Papo | Ajuda | Proposta ]
 
Página PrincipalPortal Militar Escute hinos e canções militares na Rádio do PortalHinos Fórum do Portal MilitarFórum Blogs Hospedados no PortalBlogs Converse no chat com militaresBate-Papo Videos do YoutubeVideo ArtigosArtigos AgendaAgenda Hotel de TrânsitoHotel Deixe um mensagem para todos do portal.!Fonoclama EntrarEntrar! Junte-se a nós!Junte-se a nós!
  Ir para Página Principal do Portal Militar
 
   
 
[ Todos as Histórias | Todos os Colaboradores | Os últimos 20 Colaboradores ativos ]

[ Dúvidas | Política de Publicação | Busca avançada ]

Usuários Colaboradores podem enviar Histórias Militares ou relacionadas, além de poder comentar as Histórias enviadas por outros usuários!
© Todos os direitos reservados aos seus autores. Esta material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização de seus autores. As opiniões expressas ou insinuadas nesta revista pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do Portal Militar.com.br ou de quaisquer outros órgãos ou departamentos do governo brasileiro.
 

 
KATIUSHA
Inserido por: Piero
Em: 08-29-2006 @ 04:35 pm
 

 
Curriculum 
Vitae

 

 

 

Autor: * Dr.Dal Piero

 

*Na Segunda Guerra Mundial produziu-se o ressurgimento do emprego de foguetes como arma de combate. Os chineses já os haviam utilizado centenas de anos atrás. No século XIX, um militar inglês, Congreve, aperfeiçoou um foguete que foi amplamente empregado pelas forças britânicas na luta contra Napoleão. Durante o ataque contra a cidade de Copenhague, em 1807, os ingleses dispararam mais de 10.000 foguetes sobre a praça de combate. Mais tarde, em virtude do extraordinário progresso alcançado pela artilharia, o emprego de foguetes foi praticamente abandonado. Os soviéticos, na Segunda Guerra Mundial, reiniciaram a sua utilização. Já no seu ataque contra a Finlândia, em 1939, as forças russas empregaram lança-foguetes rudimentares. Posteriormente, ao ocorrer a invasão alemã, entraram em ação os Katiusha, uma arma que deu extraordinários resultados na luta, ao longo de toda a guerra. Os Katiusha consistiam numa rampa de foguetes montada sobre um caminhão. As rajadas eram de 16 ou 36 foguetes. Esse tipo de lança-foguetes foi construído em diferentes modelos pelos outros beligerantes. Os britânicos construíram lança-foguetes para serem utilizados como armas antiaéreas. Os norte-americanos nos, no entanto, fora.m os primeiros a empregar um lança-foguetes portátil como arma de infantaria contra os tanques. Em 1943, foram utilizadas na África do Norte as bazucas. Esta arma consistia num tubo metálico, aberto em ambas as extremidades, com uma culatra de madeira e uma bateria elétrica, para produzir o disparo do foguete. Uma mira soldada ao tubo era adaptada à parte dianteira.

Tinha 4 pontos de referência, que lhe permitiam disparar a 100, 200, 300 e 400 jardas. A bazuca demonstrou logo a sua eficiência, especialmente ao atuar sobre as partes menos protegidas dos tanques, como as bandas de rodagem os lados, etc.

A eficácia dessas armas deu, pela primeira vez, ao soldado da infantaria, a segurança de que, em circunstâncias favoráveis, podia enfrentar até os veículos mais pesados. De fato, a bazuca, a curta distância, tinha um efeito devastador. Como a arma não tinha retrocesso, utilizava como carga foguetes explosivos especiais. Por essa razão muitos tripulantes de tanques alemães capturados pelos Aliados declaravam que haviam sido atingidos por canhões de 155 .mm. A bazuca tinha um comprimento de 1,35 metro, um peso de 6 kg, seu calibre era de 2,36 polegadas e seu alcance efetivo, 50 metros, distância em que podia atravessar blindagens de até 120 mm. O uso das bazucas obrigou os alemães a tomar contramedidas para proteger seus blindados, estes foram então equipados com blindagens improvisadas laterais, para defender o setor das rodas e lagartas.


Notas

* Texto retirado do livro DATE.

 


Última alteração em 08-29-2006 @ 04:35 pm

[ Envie esta História para um amigo! ]

 
Comentar
Comentar
Veja mais
Veja mais
Perfil do usuário colaborador
Perfil do usuário colaborador
Envie uma Mensagem Privada
Envie uma Mensagem Privada