Olá Visitante! Junte-se a nós! ou Entre para inserir uma História Militar.
[ Anuncie Já | Fórum | Blogs | Bate-Papo | Ajuda | Proposta ]
 
Página PrincipalPortal Militar Escute hinos e canções militares na Rádio do PortalHinos Fórum do Portal MilitarFórum Blogs Hospedados no PortalBlogs Converse no chat com militaresBate-Papo Videos do YoutubeVideo ArtigosArtigos AgendaAgenda Hotel de TrânsitoHotel Deixe um mensagem para todos do portal.!Fonoclama EntrarEntrar! Junte-se a nós!Junte-se a nós!
  Ir para Página Principal do Portal Militar
 
   
 
[ Todos as Histórias | Todos os Colaboradores | Os últimos 20 Colaboradores ativos ]

[ Dúvidas | Política de Publicação | Busca avançada ]

Usuários Colaboradores podem enviar Histórias Militares ou relacionadas, além de poder comentar as Histórias enviadas por outros usuários!
© Todos os direitos reservados aos seus autores. Esta material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização de seus autores. As opiniões expressas ou insinuadas nesta revista pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do Portal Militar.com.br ou de quaisquer outros órgãos ou departamentos do governo brasileiro.
 

 
Lancha suicida japonesa
Inserido por: Piero
Em: 11-01-2006 @ 10:31 pm
 

 
Curriculum 
Vitae

 

 

 

Autor: * Dr.Dal Piero

Já nos últimos instantes da guerra e com o Império do Sol Nascente à beira da derrota total, uma idéia germinou no cérebro dos altos chefes militares japoneses: a de equipar unidades para a luta suicida.

A iniciativa foi levada à frente pelas forças aéreas e navais, principalmente. No ar, se tornaram bastante conhecidos os "kamikazes", aviões suicidas.

No mar ganharam destaque as lanchas preparadas especialmente. Se bem que de início fossem construídas unidades sobre um modelo especial, com condições para o ataque suicida, foram depois usados na tarefa vários modelos de lancha, pois, na realidade, o que era especialmente desenhado ou montado era o equipamento suicida, formado por um conjunto de quatro tambores de trotyl, com o peso total de 524 quilos de explosivo, enquanto que para a embarcação servia qualquer tipo de lancha rápida.

Os quatro tambores estavam preparados com quatro fulminantes de inércia e outros quatro elétricos ligados a um percussor de tipo antena, montados na parte anterior da embarcação e que agiam ao menor impacto.

As lanchas suicidas, se bem que tivessem atuado em muitas oportunidades, não deram os resultados esperados, revelando-se impotentes para conter a avalanche de navios inimigos. Realmente, como no caso dos "kamikazes", sua importância foi mais psicológica que positiva. Grandes quantidades de lanchas semelhantes foram achadas pelas tropas americanas, durante os últimos desembarques.

Em linhas gerais, não posso dar as características técnicas das lanchas suicidas, pois, na realidade, foram usadas diversas embarcações, de todos os tipos e classes.

 


Última alteração em 11-01-2006 @ 10:31 pm

[ Envie esta História para um amigo! ]

 
Comentar
Comentar
Veja mais
Veja mais
Perfil do usuário colaborador
Perfil do usuário colaborador
Envie uma Mensagem Privada
Envie uma Mensagem Privada