Olá Visitante! Junte-se a nós! ou Entre para inserir uma História Militar.
[ Anuncie Já | Fórum | Blogs | Bate-Papo | Ajuda | Proposta ]
 
Página PrincipalPortal Militar Escute hinos e canções militares na Rádio do PortalHinos Fórum do Portal MilitarFórum Blogs Hospedados no PortalBlogs Converse no chat com militaresBate-Papo Videos do YoutubeVideo ArtigosArtigos AgendaAgenda Hotel de TrânsitoHotel Deixe um mensagem para todos do portal.!Fonoclama EntrarEntrar! Junte-se a nós!Junte-se a nós!
  Ir para Página Principal do Portal Militar
 
   
 
[ Todos as Histórias | Todos os Colaboradores | Os últimos 20 Colaboradores ativos ]

[ Dúvidas | Política de Publicação | Busca avançada ]

Usuários Colaboradores podem enviar Histórias Militares ou relacionadas, além de poder comentar as Histórias enviadas por outros usuários!
© Todos os direitos reservados aos seus autores. Esta material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização de seus autores. As opiniões expressas ou insinuadas nesta revista pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do Portal Militar.com.br ou de quaisquer outros órgãos ou departamentos do governo brasileiro.
 

 
Editorial do Jornal O Globo de 2 de abril de 64
Inserido por: GrupoGuararapes
Em: 11-24-2008 @ 10:41 am
 

 

            A anistia de Jango é a maneira de distribuir dinheiro para dilapidadores da fortuna do ex-presidente. Somos contra a distribuição de dinheiro do pobre Povo Brasileiro para quem não merece e não precisa, decidida por Comissões compostas por irresponsáveis, facciosos, mentirosos, demagogos, comunistas e ladrões do dinheiro público.

Também não entendemos o silêncio da Imprensa Brasileira, já existente na época do Movimento de 1964, testemunha de tudo o que se passou então, no dia e depois do dia 31 de Março quando o Movimento foi deflagrado a partir de Minas Gerais.

 Todos os noticiários sobre a anistia a Jango dizem que ele foi
derrubado por um golpe militar. E aqui lembramos a todos que os comandantes militares são na Marinha, os Almirantes; no Exército, os Generais; e na Aeronáutica, os Brigadeiros.

E agora perguntamos a qual das três Forças Armadas pertenciam:
- O  Governador  de  Minas Gerais, Magalhães Pinto, que segundo todos os noticiários da

época foi quem deflagrou o “Golpe Militar” de 31 de Março?

- Carlos Lacerda, Governador do Rio de Janeiro, e Ademar de Barros, Governador de São Paulo que, de imediato, apoiaram o “Golpe Militar”, comandado por Magalhães Pinto? Eram oficiais generais?

- E as mulheres, aos milhares, que se reuniam e faziam passeatas em São Paulo pedindo a saída de Jango, eram elas Almirantes, Generais ou Brigadeiros? – E qual era a Arma do Presidente do Senado, Auro de Moura Andrade que, em 1964, decretou a vacância do Cargo de Presidente da República, depois que Jango decidiu exilar-se no Uruguai? – E não é verdade que os jornais noticiaram que o General Âncora, Comandante do Exército no Rio de Janeiro havia mandado suas tropas contra São Paulo, mesmo antes do General Kruel haver tomado qualquer decisão, e, também, contra os revoltosos de Minas Gerais do “Golpe Militar” iniciado por um civil, Magalhães Pinto?

- E não é verdade que os jornais noticiavam, diariamente, a disposição do Comandante do Exército do Rio Grande do Sul, General Ladario, com o apoio explícito e ostensivo de Brizola, enfrentar os revoltosos em defesa do Governo Jango?

- E que esta disposição do General Ladario só terminou quando Jango declarou que para evitar derramamento de sangue decidira exilar-se no Uruguai?

- E para encerrar e liquidar de vez com esta escandalosa farsa, perguntamos aos jornais daquele tempo, como o Globo do Rio de Janeiro e o Estado de São Paulo, para citarmos apenas estes dois mais tradicionais, e aos Jornais de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul, como é que silenciam sobre esta MENTIRA HISTÓRICA de “Golpe Militar” divulgada por todo o Brasil no dia 15 DE NOVEMBRO DE 2008, DATA DA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRASILEIRA?

E revolucionários da primeira hora que somos, sabemos que se dependesse dos Comandantes Militares, sendo o maior destes, o então General Castello Branco, os militares não deveriam se levantar contra Jango, mas aguardar as próximas eleições de 1965. Será que não existe mais nem um exemplar de jornal do ano de 1964?

A ANISTIA DE JANGO É UM ATO DE ASSALTO AOS COFRES PÚBLICA!

ESTAMOS VIVOS! GRUPO GUARARAPES! PERSONALIDADE JURÍDICA sob reg. Nº 12 58 93, Cartório do 1º registro de títulos e documentos, em Fortaleza.  Somos 1.584 CIVIS – 48 da Marinha – 460 do Exército – 46 da Aeronáutica;  total 2.138. In memoriam32 militares e 2 civis. Batistapinheiro30@yahoo.com.br    Fortaleza, 18 11 2008.

 


Última alteração em 11-24-2008 @ 10:41 am

[ Envie esta História para um amigo! ]

 
Comentar
Comentar
Veja mais
Veja mais
Perfil do usuário colaborador
Perfil do usuário colaborador
Envie uma Mensagem Privada
Envie uma Mensagem Privada