Olá Visitante! Junte-se a nós! ou Entre para inserir uma História Militar.
[ Anuncie Já | Fórum | Blogs | Bate-Papo | Ajuda | Proposta ]
 
Página PrincipalPortal Militar Escute hinos e canções militares na Rádio do PortalHinos Fórum do Portal MilitarFórum Blogs Hospedados no PortalBlogs Converse no chat com militaresBate-Papo Videos do YoutubeVideo ArtigosArtigos AgendaAgenda Hotel de TrânsitoHotel Deixe um mensagem para todos do portal.!Fonoclama EntrarEntrar! Junte-se a nós!Junte-se a nós!
  Ir para Página Principal do Portal Militar
 
   
 
[ Todos as Histórias | Todos os Colaboradores | Os últimos 20 Colaboradores ativos ]

[ Dúvidas | Política de Publicação | Busca avançada ]

Usuários Colaboradores podem enviar Histórias Militares ou relacionadas, além de poder comentar as Histórias enviadas por outros usuários!
© Todos os direitos reservados aos seus autores. Esta material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização de seus autores. As opiniões expressas ou insinuadas nesta revista pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do Portal Militar.com.br ou de quaisquer outros órgãos ou departamentos do governo brasileiro.
 

 
Classificação dos oficiais para a seleção a para o seu Estado-Maior por Moltke..
Inserido por: ClaudioBento
Em: 07-03-2006 @ 09:52 pm
 

 
CLASSIFICAÇÃO DOS OFICIAIS PARA SELEÇÃO PARA O  SEU ESTADO-MAIOR POR MOLTKE, O VELHO

O marechal e conde prussiano Helmuth Moltke (1800-1891), O Velho, que chefiou o modelar Estado- Maior da Prússia de 1854-88, por 34 anos, e no qual se baseou a criação o Estado- Maior do Exército Brasileiro em 1898, fruto de sugestão feita pelo Capitão Augusto Tasso  Fragoso na Revista do Brasil, sob o titulo ",O Estado -Maior do Exército ",abr/ jun 1887, no qual sugeria a criação do Estado- Maior do Exército Brasileiro, sob o argumento que " nenhuma instituição atual reclama e merece mais uma reforma quanto o nosso Exército".

Num segundo artigo em jan/mar 1898, sob o título " Como se faz um oficial alemão, apresentava sugestões para corrigir o que apontou como "um dos grandes males de nosso Exército - o bacharelismo de dolmã e o bacharelismo da espada".

O bacharelismo de dolmã era constituído por oficiais bacharéis em Ciências Físicas e Matemáticas pela Escola da Praia Vermelha, e divorciados do aprendizado da Arte e Ciência Militar, sob o império de um positivismo mal interpretado no campo militar. O bacharelismo da espada era o dos “tarimbeiros que fizeram carreira militar na prática sem os conhecimentos de Arte e Ciência Militar impostos pela  Revolução Industrial.

Estas inspirações do Capitão Tasso Fragoso decorreram de ele haver integrado na Europa de 1894-1896 a Comissão de Compras e Armamento e Material para o Exército, onde inclusive conseguiu correção cirúrgica parcial das seqüelas do ferimento a bala que recebera no combate da Armação, durante a Revolta na Armada 1893/94.

E indiscutivelmente muito aprendeu com os ensinamentos de Moltke, para ajudar a retirar a Doutrina do Exército do perigoso nível de involução  que a atingira depois da Guerra do Paraguai e a partir da adoção de Regulamento de Ensino de 1874 que criou o bacharelismo de dolmâ.

Conhecimentos decorrentes da demorada atuação de  Moltke a frente do Estado- Maior do Exército da Prússia que  foram buscados pelo Marechal Hermes da Fonseca, ao enviar diversos oficiais de 1910-12 para estagiar no Exército Alemão e de onde emergiram os Jovens Turcos, em maioria, e que criaram a Revista A Defesa Nacional.

Para Moltke os oficiais candidatos  a seu  Estado- Maior  assim os classificava :

1 - Os mentalmente vazios e fisicamente  preguiçosos

A estes ele atribuía tarefas simples e repetitivas

2 - Os mentalmente vazios e fisicamente ativos

Estes eram considerados por Moltke mais perigosos que os primeiros, por se constituírem fábricas ambulantes de problemas e por isto  necessitavam de vigilância.

3 - Os mentalmente brilhantes e fisicamente ativos 

Moltke nunca levou um oficial com estas características para o coração do seu Estado- Maior  por se convencer serem pessoas hiperativas, obcecadas com irrelevâncias e incapazes de bem assessorar com oportunidade.

4 - Os mentalmente brilhantes e fisicamente preguiçosos 

Este era o herói de Moltke, que considerava que a preguiça fazia com estes oficiais procurassem sempre a maneira menos trabalhosa para resolver um problema, inclusive os próprios. E questões sem importância não conseguiam parar na mesa  deste tipo de oficial.

Hoje estes critérios servem de orientações para a escolha de executivos civis e o Estado- Maior da Prússia , chefiado pelo Marechal Moltke deu uma  grande contribuição à Ciência da Administração .

E que o Capitão Tasso Fragoso colheu de ensinamentos na Europa e produziu em conseqüência abordamos ao biografá-lo em artigo Gen Div Augusto Tasso Fragoso 1867/1945.  A Defesa Nacional. nº 750, out /dez 90.

 


Última alteração em 07-03-2006 @ 09:52 pm

[ Envie esta História para um amigo! ]

 
Comentar
Comentar
Veja mais
Veja mais
Perfil do usuário colaborador
Perfil do usuário colaborador
Envie uma Mensagem Privada
Envie uma Mensagem Privada