Olá Visitante! Junte-se a nós! ou Entre para inserir uma História Militar.
[ Anuncie Já | Fórum | Blogs | Bate-Papo | Ajuda | Proposta ]
 
Página PrincipalPortal Militar Escute hinos e canções militares na Rádio do PortalHinos Fórum do Portal MilitarFórum Blogs Hospedados no PortalBlogs Converse no chat com militaresBate-Papo Videos do YoutubeVideo ArtigosArtigos AgendaAgenda Hotel de TrânsitoHotel Deixe um mensagem para todos do portal.!Fonoclama EntrarEntrar! Junte-se a nós!Junte-se a nós!
  Ir para Página Principal do Portal Militar
 
   
 
[ Todos as Histórias | Todos os Colaboradores | Os últimos 20 Colaboradores ativos ]

[ Dúvidas | Política de Publicação | Busca avançada ]

Usuários Colaboradores podem enviar Histórias Militares ou relacionadas, além de poder comentar as Histórias enviadas por outros usuários!
© Todos os direitos reservados aos seus autores. Esta material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização de seus autores. As opiniões expressas ou insinuadas nesta revista pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do Portal Militar.com.br ou de quaisquer outros órgãos ou departamentos do governo brasileiro.
 

 
INFANTARIA PURA-Comemoração dos 35 Anos de retorno de São Domingos
Inserido por: Itauna
Em: 05-20-2014 @ 08:23 am
 

 

 

MINISTÉRIO DA DEFESA

57º BATALHÃO DE INFANTARIA MOTORIZADO (Es)

(GRAREI)

Grêmio Recreativo Amigos do REI

 

"INFANTARIA PURA"

 

COMEMORAÇÃO DOS 35 ANOS DE RETORNO DO CONTINGENTE BRASILEIRO QUE ATUOU EM SÃO DOMINGOS

 

         Nesta data comemoramos 35 anos de retorno do Contingente Brasileiro que atuou, sob os auspícios da Organização dos Estados Americanos (OEA) em Missão de Paz em São Domingos - República Dominicana - América Central. Cabe neste momento recordar este feito histórico tão representativo para as Forças Armadas do Brasil.

         Grassava naquele País uma luta fraticida motivada por diferenças ideológicas que poderia acarretar conseqüências desastrosas para a República Dominicana e América Central.

         Em 06 de maio de 1965, em votação em sessão Plenária da OEA, aprovou-se a resolução de se constituir uma força interamericana de paz que atuaria sob a tutela daquele Organismo Regional. Solicitou-se aos Países que desejassem e tivessem condições de fazê-lo que colocassem à disposição da OEA tropas que seriam empregadas na restauração da normalidade daquele País.

         Em 21 de maio de 1965, por Decreto Nr 56.308, foi criado o Contingente Brasileiro que integrou a Força Interamericana de Paz.

         Em 27 de maio de 1965, o FAIBRAS completava sua concentração na cidade de SANTO DOMINGO, sob o comando do Coronel CARLOS DE MEIRA MATTOS. As suas Unidades de emprego foram constituídas por um Batalhão de Infantaria o I/ REs I e de uma Companhia de Fuzileiros Navais ( reforçada). O FAIBRAS contou, também com o apoio de uma Estação do Serviço Rádio do Exército.

         O REI e o 3º RI foram as Unidades do Exército que forneceram os contingentes para o revezamento dos efetivos. Os Batalhões Humaitá e Riachuelo constituíram os contingentes representativos do Grupamento de Fuzileiros Navais.

         Recém chegado a São Domingos e ainda em fase de instalação o FAIBRAS recebeu a sua 1ª missão, em 02 de junho de 1965- Desmilitarizar a área do Palácio Nacional. Neste local confrontavam-se tropas do Governo, sitiadas no interior do Palácio, comandadas pelo Gen IMBERT e tropas dos Revolucionários comandadas pelo Cel CAAMAÑO.

         Em curto espaço de tempo, o Palácio estava cercado, isolado e as tropas e materiais do Gen IMBERT eram evacuados por um corredor formado por soldados brasileiros. Estava cumprida a missão.

         O planejamento da operação e a sua execução rápida e perfeita foram a carta de apresentação de nossa tropa na República Dominicana.

         O Comando Unificado da Força Interamericana de Paz passou a ser constituído pelas Forças Norte Americanas na República Dominicana e pela recém criada Brigada Latino Americana.

         A OEA designou como Comandante da Força Interamericana de Paz, no início das operações, o General Brasileiro HUGO PANASCO ALVIN  e mais tarde, o Gen Brasileiro ALVARO ALVES DA SILVA BRAGA e para Comandante da Brigada Latino Americana o Coronel do Exército Brasileiro CARLOS DE MEIRA MATTOS, que exerceu esta função cumulativamente com o Comando do FAIBRAS.

         A Brigada Latino Americana era constituída pelo I/REI e pelo Batalhão Fraternidade. O Batalhão Fraternidade era formado por uma Companhia de Fuzileiros Navais do Brasil, uma Companhia de HONDURAS, uma da Nicarágua, uma do PARAGUAI e um Pelotão da COSTA RICA

         A segunda missão não tardou a chegar-  Isolar a cidade NUEVA DE SANTO DOMINGO.

         Essa Operação transcorreu de 07 de junho a 03 de setembro de 1965. Nesta missão a Brigada recebeu o encargo de substituir unidades da 82ª Divisão Aeroterrestre norte americanas. Cabia-lhe estender sua responsabilidade pelo limite Este da Zona Internacional de Segurança, continuar defendendo o Palácio e ocupar a principais vias, barrando o acesso face a área conhecida como Zona Rebelde.

         Essa operação, executada com sucesso, terminou com a posse do Governo Provisório do Presidente GARCIA GODOY.

         Durante a permanência de nossa tropa nesta missão de isolamento, registraram-se os seguintes fatos:

         - combate nos dias 15 e 16 de junho de 1965,

         - combate na noite do dia 29 de agosto de 1965,

         - proteção à posse do governo provisório no Palácio Nacional e contenção dos grupos rebeldes (constitucionalistas).

         A terceira missão recebida pelo FAIBRAS foi a ocupação da Cidade NUEVA DE SANTO DOMINGO.

         Em 25 de outubro de 1965, o Presidente GARCIA GODOY autorizou a Operação, que consistiu numa ação combinada entre a Brigada Latino Americana e a 82ª Divisão Aeroterrestre, que atuaram, simultaneamente, de forma convergente.

         Em pouco mais de 70 minutos, a cidade estava ocupada e a missão cumprida, cabia à tropa  manter a ordem na cidade o que ocorreu sem grandes incidentes.

         Estava consolidada a autoridade do governo provisório, o País caminhava para a mais perfeita normalização, conduzindo para a realização das eleições livres marcadas para 1º de junho de 1966.

         A permanência de 16 meses do FAIBRAS na República Dominicana permitiu revelar o Soldado Brasileiro.

         Homem excepcionalmente qualificado para o desempenho de missões de Paz, em País Amigo e fraterno.

         Foi exemplar na disciplina, na eficiência militar e na capacidade para operar em circunstâncias delicadas e em contato permanente com a população civil

         O Soldado Brasileiro  revelou consciência da espinhosa e nobre missão a que foi chamado a desempenhar -  demonstrou serenidade, paciência, firmeza e respeito ao ser humano. Nunca se excedeu e quando fez uso de suas armas, empregou-as estritamente para se defender.

         Deixou em terras dominicanas o seu tributo de sangue `a causa da pacificação daquele País Irmão, foram oito feridos por balas ou explosões de granadas e quatro mortos por armas de fogo.

         A Operação São Domingos constituiu-se numa valiosíssima experiência militar para as nossas Forças Armadas. Conseguiu-se montar e manter um eficiente apoio ao efetivo empregado nas operações a cerca de 6000 Km de distância.

         No quadro internacional, o convívio diuturno com as Forças Armadas de outros países representou um inestimável campo de observação e aprendizagem para a tropa brasileira.

         Em 30 de setembro de 1966, chegavam ao Brasil os últimos integrantes do FAIBRAS,     

         Estava cumprida a missão, o Contingente Brasileiro havia:

         -  Colaborado para a reestruturação da normalidade na República Dominicana.

         -  Garantido  a segurança de seus habitantes.

         -  Assegurado a inviolabilidade dos direitos humanos, e

         -  Estabelecido um clima de paz e de cordialidade que permitiu o funcionamento das Instituições Democráticas naquele Fraterno e Amigo País.

         Hoje ao comemorarmos os 35 anos de retorno do Contingente Brasileiro que atuou em São Domingos verificamos quanto essa missão contribuiu para a evolução da Doutrina Militar e Diplomática de nosso País.

        A todos os integrantes do FAIBRAS muito obrigado pelo que fizeram para a preservação do Regime Democrático e da Paz dentro e fora do BRASIL.       

 

 "O EXÉRCITO SÓ PODERÁ SER DESTRUIDO POR ELE MESMO"

 

 

 

 

 

  

 


Última alteração em 05-20-2014 @ 08:23 am

[ Envie esta História para um amigo! ]

 
Comentar
Comentar
Veja mais
Veja mais
Perfil do usuário colaborador
Perfil do usuário colaborador
Envie uma Mensagem Privada
Envie uma Mensagem Privada