Olá Visitante! Junte-se a nós! ou Entre para inserir uma História Militar.
[ Anuncie Já | Fórum | Blogs | Bate-Papo | Ajuda | Proposta ]
 
Página PrincipalPortal Militar Escute hinos e canções militares na Rádio do PortalHinos Fórum do Portal MilitarFórum Blogs Hospedados no PortalBlogs Converse no chat com militaresBate-Papo Videos do YoutubeVideo ArtigosArtigos AgendaAgenda Hotel de TrânsitoHotel Deixe um mensagem para todos do portal.!Fonoclama EntrarEntrar! Junte-se a nós!Junte-se a nós!
  Ir para Página Principal do Portal Militar
 
   
 
[ Todos as Histórias | Todos os Colaboradores | Os últimos 20 Colaboradores ativos ]

[ Dúvidas | Política de Publicação | Busca avançada ]

Usuários Colaboradores podem enviar Histórias Militares ou relacionadas, além de poder comentar as Histórias enviadas por outros usuários!
© Todos os direitos reservados aos seus autores. Esta material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização de seus autores. As opiniões expressas ou insinuadas nesta revista pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do Portal Militar.com.br ou de quaisquer outros órgãos ou departamentos do governo brasileiro.
 

 
INFANTARIA PURA - Gen WALDIR MUNIZ
Inserido por: Itauna
Em: 05-21-2014 @ 07:08 am
 

 

 

MINISTÉRIO DA DEFESA

57º BATALHÃO DE INFANTARIA MOTORIZADO (Es)

(GRAREI)

Grêmio Recreativo Amigos do REI

"INFANTARIA PURA"

GEN WALDIR COSTA MUNIZ

GEN WALDIR ALVES DA COSTA MUNIZ

Falarei um pouco do TC Waldir Alves Costa Muniz e do TC Henrique Duffles Texeira Lott

Como integrante do REI que sou recebi mais esta missão de falar um pouco das histórias escritas nas paredes dos pavilhões dos grandes comandantes que ali passaram, e encontrei com nomes grandiosos que fez a história do nosso regimento ou Regimento Cara de Tigre, o famoso 57º Batalhão de Infantaria Motorizada Escola.

Vou falar um pouco do então Comandante que aqui passou no ano de 1968, o Ten Cel Waldir Alves Costa Muniz, em suas referências elogiosas à 17 de setembro, foi publico que o mesmo Sr. Gen Calderale, CMT do GUEs em rádio Nº 185-E/1 de 1 de setembro de 1968 emitiu a seguinte referência elogiosa, à pessoa deste comando, no seguinte: -A apresentação desta unidade no desfile de 7 de setembro, foi magnífico, exemplo de marcialidade, garbo e disciplina, aliado a uma demonstração de elevado grau de instrução de seus comandados cumprindo a esse comando, solicitando transmitir a seus oficiais e praças dessa Unidade os meus sinceros e efusivos parabéns (individual)

A 27 de setembro, foi publico ter sido elogiado pelo esmo Sr. Gen Cmt do GUEs, nos,seguintes termos: -Ten Cel Waldir Alves Costa Muniz o Cmt do REI nos constitiu como sério teste para um oficial de infantaria, pois,sendo a maior Unidade dessa arma, e,por si só, uma grande responsabilidade, da qual se tem saido galhardamente o TC Muniz. Recebendo o peso das missões impostas do GUEs ao REI através do seu Cmt, sempre se encontrava pronto a cumpri-las, embora para isso, lhe sejam, exigida sacrifícios inúditos, com o bem reconhece este comando. O espírito dinâmico e o entusiasmo do Ten Cel Muniz, são atributos que contribuem de maneira deciciva para o bom desempenho de sua Unidade, onde suas atitudes francas e desassombradas permite que exerça uma liderança, sadia e construtiva de seus comandados, mantendo um alto nível de instrução de seus homens, é incansável em procurar o constante aprimoramento de seus conhecimentos técnicos e profissionais, sem entretanto descuidar do aspecto administrativo da sua unidade, são paulatinamente resolvido com muito bom senso. (individual)

RECOMPENSA:

    A 08 de novembro , o BI nº 213 publicou Ter sido elogiado pelo Exmo Sr. Gen. Div. EUCLIDES DE OLIVEIRA FIGUEREDO FILHO, Cmt da 1ª DE e GuVM, nos seguintes termos: “O General de Brigada Valdir Alves Costa Muniz assumiu o cargo de Comandante da 9ª Brigada de Infantaria Motorizada Escola no dia 31 de Agosto de 1979, para o qual foi indicado pelos inúmeros e indiscutíveis méritos profissionais que vem acumulando no curso de sua vida militar.

    Ao deixar esse honroso cargo por força das contigências do serviço, para assumir outra importante missão no SNI, é grato a este comando ressaltar a eficiência profissional, o discernimento e a elevada capacidade de comando com que conduziu, ainda que por curto espaço de tempo, os distinos da 9ª Bda de Infantaria Motorizada(Es). Nesta oportunidade, é com igual brilhantismo, demonstrou o Gen. Muniz o entusiasmo palpitante do Comandante do antigo ResI, nos idos de 1968/69, onde dedicou seus melhores esforços de militar de Escola, bem como reviveu, agora com a responsabilidade do comando, e os traços marcantes que já demonstrara, quando, como chefe do EM do então GUEs, o mais poderoso agrupamento de Unidades da época, implantou alicerces que deram lugar à 9ª Bda Infantaria Motorizada (Es) de nossos dias.

    Com personalidade pertinácia própria dos que realmente possuem objetivos colimados, imprimiu a seu comando um ritmo de trabalho perfeitamente adequado à importante missão que recebeu, deixando marcada sua ação de comando nos diversos campos de segurança, administração e instrução.

    Assim, destacada tem sido a atuação da 9ª Bda, na instrução da tropa e manutenção da sua operacionalidade, como o demonstram o exercício do Esqd C Mec(Es) na segurança de reconhecimento, realizado em Resende, e os exercícios de transição de curso d’água, ou nas manobras da Guerrilha Rural na região da Lagoa do Camorim – Mangaratiba; e, ainda, na recepção e instrução dos cadetes do Exército Paraguaio quando o seu Batalhão Logístico realizou no terreno um completo desdobramento de sua instalações.

    Assim, conhecedor profundo dos problemas de informações e da Guerra Revolucionária, realizou o Gen Muniz, em sua área de Jurisdição, intenso e profícuo trabalho ligado aos problemas da defesa interna.

    Exatamente por seus largos conhecimentos nesse campo, que remontam aos tempos de chefia da 2ª Seção e vão até a chefia da ARI/SNI, que exerceu por cerca de sete anos, eis que para lá retorna, onde irá emprestar uma vez mais sua experiência em atividade na qual é considerado verdadeiro especialista, julgado pela visão que possui, tirocínio, dinamismo, e crença nos princípios defendidos pela Revolução de Março de 1964.

Para mim, pessoalmente, o afastamento do Gen. Muniz priva a 9ª Bda Infantaria Motorizada (Es) e a 1ª DE de um Oficial e de um Comandante experiente e capaz, que marcou sua presença, mercê de qualidades pessoais e profissionais que honram a carreira que abraçou.

Ao despedir-me de tão insigne Oficial General, desejo em nome de toda a divisão que comando, transmitir votos de fidelidades e augurar a realização de novos feitos, certo de que a nova função para o qual foi designado, no SNI, estará valorizada por sua orientação (INDIVIDUAL).

A  Historia  do  Brasil   apresenta  um   extraordinário   numero   de   grandes  vultos ,  tanto  sob   o  aspecto  de   sua     importância  política  como  em  relação  as    suas qualidades humanas – morais e intelectuais.

Ao receber do Sr Cmt do   Batalhão   de       Infantaria  Motorizada    Escola  -   Regimento   Escola    de    Infantaria    (REI)  Ten   Cel   André   Luis  Novaes  Miranda      esta  missão , nos  sentimos   honrados   em   saber   que   iremos   relembrar      fatos históricos   e  relevantes  do  antigo  Regimento  Escola  de  Infantaria,   uma   unidade  de  grande  tradição  do  nosso  exercito ,  CARA  DE TIGRE.

Esta   pesquisa  destina-se  relatar  a  vida   do  Exmo  Sr  WALDIR   ALVES  COSTA  MUNIZ ,  onde   o   pavilhão   da    Banda   de  Musica   recebe  de    maneira honrada seu nome imortalizado.

Há motivos fortes e sinceros  para  que   este  antigo     Comandante   tenha  o  seu  nome  ladeado  em  nosso  pavilhão. Os  seus  feitos   e   demonstrações     de  admiração por  música ,  e   também  pelos   músicos , no  período  de  1968  a  1970 ,  onde  comandou o Regimento Escola  de  Infantaria, deixa relevantes alicerces para  a   brilhante Banda de Musica de hoje. Sua elevada eficiência profissional ,discernimento , serenidade  e   elevada      capacidade  de  comando , elevou  o  profissionalismo   dos músicos daquela época aqui no Regimento Escola de Infantaria (REI).Também  deixou  sua marca em diversas ações  de comando  nos campos da Segurança, Administração e Instrução.

RELATO HISTORICO DO REGIMENTO  E DO  TEN CEL MUNIZ

Nomeado para o Comando do Regimento Escola de Infantaria, em 07/03/68,e apresentou-se ao Cmt do GUEs , por ter sido nomeado Comandante do Rei, vindo  do QUEMA,desistindo do restante do transito e, assumindo o comando ao do Regimento Escola de Infantaria em 07do corrente mês .

O CEL MUNIZ, fixou residência à avenida Duque de Caxias nº 07- Vila Militar- Estado da Guanabara.

Ao Comandar o Regimento,recebeu diversos elogios do Cmt do GUEs. Ressaltamos o Decreto de 25 Abr 69 , o Exmº Sr Presidente da Republica, resolve promover por merecimento, ao posto de Coronel, na Arma de Infantaria. No entanto o Cel, ficou adido como efetivo fosse, no exercício do Comando do Regimento,aguardando solução da proposta do GUEs

Ao serem indagados, alguns“cara de tigre,”que tiveram a oportunidade de servir com o Cel Muniz, relatou-se que no Comando da Unidade, procurou seguir a doutrina do Exercito Brasileiro, cultuou as tradições e os feitos do Exercito, Oficial digno de estima aos novos Cara de Tigre. O reconhecimento do trabalho e dedicação ao Regimento, levou o Cmt do GUEs elogia-lo por diversas vezes, entretanto, ressalto a Ordem do Mérito Militar, que em Decreto de 06 Aga 69, no Diário Oficial de 09 do corrente mês o Presidente da Republica, na qualidade de Grão Mestre da Ordem do Mérito Militar, resolveu admitir na Ordem do Quadro Ordinário no Grau de Cavaleiro.

O Cel  recebeu a missão de coordenar  as atividades de comemoração relativa  ao dia da Infantaria, realizada no dia 24 Mai 69. Entretanto, o Regimento apresentou-se digno e,os Cara de Tigre realizados, por mais uma missão cumprida, prova disso, a referencia elogiosa que o Cmt  do Regimento recebeu do  Comandante do GUEs.

Dados Relativos a Profissão 

Inclusão: Nomeado para o cargo de Comandante da Brigada , conforme Decreto de 07 agosto 79 do Senhor Presidente da Republica .

Exclusão: Excluído conforme BI nº 213, 08 Nov 79- 9ª Bda

A 08 de Nov, excluído do estado efetivo do Cmdo da Brigada por motivo de sua exoneração  conforme Decreto do 30 Out 79 do Exmo Senhor Presidente da Republica. A 08 Nov, foi desligado, nesta data..

A 31 Ago, assumido, nesta data o Comando da 9ª Bda Inf Mtz ( Es ).

 Exoneração:  A 08 Nov , em Decreto de 30 de outubro de 1979 , o Presidente da Republica resolve exonerar , por necessidade de serviço , do cargo de Comandante da 9ª Brigada de Infantaria Motorizado – Escola, o General de Brigada WALDYR ALVES COSTA MUNIZ .

Grau de Comendador 

 

A 22 Out, do Exmo Sr Brigadeiro do Ar NELSON TAVARA, Secretario do Conselho da Ordem do Mérito Aeronáutico no seguinte teor: “ INCUMBIU-ME MIN  AER INFO QUE O EXMO  PRES REP ASSINOU DECRETO PROMOVENDO VOSSENCIA AO GRAU DE COMENDADOR VG PELOS RELEVANTES SERVICOS PRESTADOS A AERONAUTICA PT INFORMO VOSSENCIA QUE ENTRADA SERAR REALIZADA 23 OUT VG DIA DO AVIADOR VG EM SOLENIDADE CUJO PROGRAMA SER- LHE – AR OPORTUNAMENTES ENVIADO PT CONGRATULANDO-ME COM VEX APROVEITO ENSEJO PARA TRANSMITIR OS CUMPRIMENTOS DO SENHOR MINISTRO POR ESTA DISTINCAO HONORIFICA A QUE MERECIDAMENTE FEZ JUZ”.

Nomeação: O Exmo Senhor Presidente da Republica em Decreto de 07 de agosto de 1979, resolve: - nomear, por necessidade do serviço, para o cargo de Comandante da 9ª Brigada de Infantaria Motorizado – Escola, o General – de – Brigada WALDYR ALVES COSTA MUNIZ, em conseqüência, exonerado do cargo de Diretor de Armamento e Munição. ( D.O. nº 151, de 08 Ago 79 )Passagem de Comando : Devidamente autorizado pelo Exmo Sr Cmt da Infantaria Motorizado ( Escola ) , em 08 novembro 79.

Foi elogiado pelo Exmo Sr Gen Div EUCLYDES DE OLIVEIRA FIGUEREDO FILHO, Cmt da 1ª DE e GuVM , nos seguintes termos:“ O General da Brigada  WALDYR ALVES COSTA MUNIZ  assumiu o cargo de Comandante da 9ª Brigada de Infantaria Motorizado – (Escola)  no dia , 31 de agosto de 1979 , para o qual foi Indicado pelos Inúmero e Indiscutíveis méritos profissionais que vem acumulado no curso de sua vida militar.

Ao deixar esse honroso cargo por forca das contingências  do serviço, para assumir outra importante Missão no SNI, e grato a este Comando ressaltar a eficiência profissional, o discernimento,  a serenidade e a elevada capacidade de Comando com que conduziu, ainda que por curto espaço de tempo, os destinos da 9ª  Bda Inf Mtz ( Es ). Nesta oportunidade,  e com igual brilhantismo , demonstrou o Gen MUNIZ o entusiasmo palpite do      Comandante do antigo REsI , no periodo de 1968/69 , onde dedicou seus melhores esforços de militar de escola , bem como reviveu agora com a responsabilidade / do Comando , os traços marcantes que já demonstrara , quando , como Chefe do EM do então GUEs , o mais poderoso agrupamento de Unidades da época implantou alicerces que deram lugar a 9ª Bda Inf Mtz   (Es ) de nossos dias.      

Com personalidade e pertinência própria dos que realmente , possuem objetivos colimados imprimiu a seu comando um ritmo de trabalho perfeitamente adequado a importante missão que recebeu, deixando marcada sua ação de Comando nos diversos campos da Segurança, Administração e Instrução.

Assim, destacada tem sido a atuação da 9º Bda, na instrução da tropa e manutenção da sua operacionalidade, como o demonstram o exercício do Esqd C Mec ( Es) na Segurança e Reconhecimento , realizado em Resende , os exercícios de Transposição de curso d`água , ou nas manobras de Guerrilha Rural na Região de Lagoa do Camorim- Mangaratiba  ; e , ainda , na recepção e instrução dos Cadetes do Exercito Paraguaio quando o seu Batalhão Logístico realizou no terreno um completo desdobramento de suas instalações.

Assim, conhecedor profundo dos problemas  de Informações e da Guerra Revolucionaria , realizou o Gen MUNIZ , em sua área de Jurisdição , intenso e profícuo trabalho ligado aos problemas de Defesa Interna.

Exatamente por seus largos conhecimentos nesse campo, que remontam aos tempos de Chefia da 2ª Seção do Exercito e vão atè a Chefia da ARI / SNI, que exerceu por cerca de sete anos, eis que para lá retorna, onde irá emprestar uma vez mais sua experiência em atividades na qual è considerado verdadeiro especialista, julgado pela visão que possui, tirocínio, dinamismo, e crença nos princípios defendidos pela Revolução de Mar de 1964 .

Para mim, pessoalmente, o afastamento do Gen MUNIZ priva a 9º Bda Inf Mtz(Es) de um Oficial amigo e de um Comandante experimentado e capaz, que marcou sua presença, mercê de qualidade pessoais e profissionais que honram a carreira que abraçou.    

Ressaltamos o NE nº 2.355 de 29 Abr 69, Exmo Presidente da Republica, Decreto de 25 Abr 69, resolve promove-lo, por Merecimento, ao posto de Coronel, na Arma de Infantaria. Excluído do estado efetivo do Regimento Escola de Infantaria Motorizado,ficando adido como efetivo fosse.

Vida Profissional

Aspirante Oficial: 02 Mar 44 - 8º BC –São Leopoldo

2º Tenente : 30 Jun 44

1ºTenente: 25 Set 45 – 3º RI – Niterói

Capitão: 25 Dez 50 – 1º BG – Rio de Janeiro

Major : 25 Ago 56

Ten Cel : 25 Abr 64-Regimento Escola de Infantaria (REI) 

Cel: 25 Abr 69 – 57º BI Mtz (Es) RJ

Gen Bda: 31 Mar 77- 9º Bda Inf Mtz (Es) RJ

 

 MEDALHAS:

·         Guerra;

·         Tamandaré;

·         Comendador; (Ordem do Mérito – Aeronáutica)

·         Ordem do Mérito Militar; (Grau Cavaleiro)

·         Ouro; (Trinta anos de Serviço)

·         Pacificador.    

·         Dados Biográficos

·         Nome: Waldir Alves Costa Muniz

·         Identidade: 011993790-2

·         CP: 11109

·         Filiação: Antenor Muniz Machado

·         Falecimento: Agosto 1996

·         Data de Praça : 17 Mar 1941

·         Data (Reserva): 13 Outubro 1980

·         Tempo de Serviço: 38a 07m 19d

·         Esposa : Necy Augusto da Silva Costa Munis

·         Filhos: Heloisa da Silva Muniz  e Helio Augusto da Silva Muniz

 FONTE DE CONSULTA 

·         Waldyr Alves Costa Muniz, Folhas de Alterações , 1º, 2º Semestre ,1969.

·         Waldyr Alves Costa Muniz ,Folhas de Alterações ,2º Semestre , 1979.

 

MEDALHAS:

·         Guerra

·         Tamandaré

·         Comendador  (Ordem do Mérito – Aeronáutica)

·         Ordem do Mérito Militar  (Grau Cavaleiro)

·         Ouro  (Trinta  anos de Serviço)

·         Pacificador    

·         Om de origem:

·         8º  BC - São Leopoldo – Rio  Grande  do Sul

·         3º  RI -  Niterói

·         1º  BG – São Cristóvão – Rio de Janeiro

·         Regimento Escola de Infantaria – Deodoro – RJ

·         9ª Bda de Infataria Motorizada Escola

 

HISTÓRICO DO REGIMENTO (1968/69)

 

ASSUNÇÃO DE COMANDO -  Regimento Escola de Infantaria  -   REsI

 

·         Nomeação:  07 Março 1968.

·         Exoneração:  20 Fevereiro 1970.

·         Passagem de Comando: 11 Março 1970. 

·         ASSUNÇÃO DE COMANDO -  9ª Brigada de Infantaria Motorizada Escola

·         Nomeação:  31 Agosto 1979

·         Exoneração: 08 Novembro 1979

·         Passagem de Comando – Passou para o Cel QUEMA  Antonio Ribeiro

·         Como era formado o  Regimento Escola de Infantaria  

·         1º Batalhão de Infantaria

·         2º Batalhão de Infantaria

·         3º Batalhão de Infantaria

·         1º Órgão Regimental

·         1ª Companhia Especializada

·         Formação do 1º Btl

·         1ª Cia de Fzo

·         2ª Cia de Fzo

·         3ª Cia de Fzo

·         Cia de Cmdo

·         Cia de Petrecho Pesado

·         Formação do 2º Btl

·         4ªCia de Fzo

·         5ª Cia de Fzo

·         6ª Cia de Fzo

·         Cia de Cmdo

·         Cia de Petrecho pesado

·         Formação do 3º Btl

·         7ª Cia de Fzo

·         8ª Cia de Fzo

·         9ª Cia de Fzo

·         Cia de Cmdo

·         Cia de Petrecho Pesado

·         Órgão Regimental

·         Cia de Comando Regimental

·         Cia de Serviço Regimental

·         Cia de Carro de Combate Médio

·         Cia de Morteiro 4.2

·         Cia de Saúde ou Formação Sanitária

·         Fora do Aquartelamento

·         Cia de Treinamentos Especiais

·         Referências  Elogiosas

·         Elogiado pelo Exmo Sr Gen Bda  Arnaldo José Luiz  Calderari

 

Cmt da GUEs, em 17 Setembro 1968.

 

Nos seguintes termos: “A apresentação desta unidade no desfile de 07 de setembro, foi magnífico exemplo de marcialidade, garbo e disciplina, aliados a uma demonstração de elevado grau de instrução de seus comandantes. Cumprimento esse comando, solicitando transmitir a seus Oficiais e Praças dessa unidade os meus sinceros  parabéns. (individual)”

Elogiado pelo Exmo Sr Gen Bda  Arnaldo José Luiz  Calderari

 

Cmt da GUEs, em 27 Setembro 1968.

 

Nos seguintes termos: “ Responsável, diretamente pelo brilho com que se revestiram as festividades do DIA DA INFANTARIA, nesta Guarnição da Vila Militar. Sua presença a frente de trabalhos constituiu sempre uma tranquilidade para o Cmt 1ª DE, que viu nos objetivos alcançados a maior recompensa pela delegação que lhes fizera. Por sua ação eficiente equilibrada, pela excelente coordenação e invejável capacidade de trabalho, as mais lisonjeiras palavras foram ouvidas as altas Autoridades Militares presentes as diversas partes e extenso programa. Por tudo isso, os louvores e sinceros agradecimentos deste comando. (Individual)”.   

Referências  Elogiosas

Elogiado pelo Exmo Sr Gen Div  Euclides de Oliveira Figueiredo Filho

 

Cmt da 1ª DE e GuVM, em 08 Novembro 1979.

 

Nos seguintes termos:  “O General de Brigada Valdir Alves Costa Muniz assumiu o Cargo  de Comandante da 9ª Brigada de Infantaria Motorizada Escola no dia 31 de Agosto de 1979, para o qual foi indicado pelos inúmeros e indiscutíveis méritos profissionais que vem acumulando no curso de sua vida militar.

Ao deixar esse honroso cargo por força das contingências do serviço, para assumir outra importante missão no SNI, é grato a este comando ressaltar a eficiência  profissional, o discernimento e a elevada capacidade de comando  com que conduziu, ainda que por curto espaço de tempo, os destinos da 9ª  Bda de Infantaria Motorizada(Es). Nesta oportunidade, é com igual brilhantismo, demonstrou  o Gen. Miniz o  entusiasmo palpitante do Comandante do antigo ResI, nos idos de 1968/69, onde dedicou seus melhores esforços de militar de Escola, bem como reviveu, agora com a responsabilidade do comando, e os traços marcantes que já demonstrara, quando, como Chefe do EM do então GUEs, o mais poderoso agrupamento de Unidades da época, implantou alicerces que deram lugar à 9ª Bda Infantaria Motorizado(Es) de nossos dias.

Com personalidade pertinácia própria dos que realmente possuem objetivos colimados, imprimiu a seu comando um ritimo de trabalho perfeitamente adequado à importante missão que recebeu, deixando marcada sua ação de comando nos diversos campos de segurança, administração e Instrução.

Assim, destacada tem sido a atuação da 9ª Bda, na Instrução da Tropa e manutenção da sua operacionalidade, como o demonstram o exercício do Esqd C Mec(Es) na segurança de reconhecimento, realizado em Resende, e os exercícios de transição de curso d’água, ou nas manobras da Guerrilha Rural na região da Lagoa do Camorim – Mangaratiba; e, ainda,  na recepção e  instrução dos Cadetes do Exército Paraguaio quando o seu batalhão logístico realizou no terreno um completo desdobramento de sua instalações.

Assim, conhecedor profundo dos problemas de informações e da Guerra Revolucionária, realizou o Gen Muniz, em  sua área de Jurisdição, intenso e profícuo trabalho ligado aos problemas da defesa interna.

Exatamente por seus largos conhecimentos nesse campo, que remontam aos tempos de chefia da 2ª Seção e vão até a chefia  da ARI/SNI, que exerceu por cerca de sete anos, eis que para lá retorna, onde irá emprestar uma vez mais sua experiência em atividade na qual é considerado verdadeiro especialista, julgado pela visão que possui, tirocínio, dinamismo, e crença nos princípios defendidos pela revolução de março de 1964.

Para mim, pessoalmente, o afastamento do Gen. Muniz priva a 9ª Bda Infantaria Motorizado(Es) e a 1ª DE de um Oficial e de um Comandante experiente e capaz, que marcou sua presença, mercê de qualidades pessoais e profissionais que honram a carreira que abraçou.

Ao despedir-me de tão insigne Oficial General, desejo em nome de toda a Divisão que Comando, transmitir votos de fidelidades  e augurar a realização de novos feitos, certo de que a nova função para o qual foi designado, no SNI, estará valorizada por sua orientação (INDIVIDUAL)

 

FONTES   DE   CONSULTAS

 

Waldir Alves Costa Muniz, Folhas de Alterações , 1º - 2º Semestre - 1968.

Waldir Alves Costa Muniz , Folhas de Alterações , 2º Semestre  -  1979.

"O EXÉRCITO SÓ PODERÁ SER DESTRUIDO POR ELE MESMO"

 

 


Última alteração em 05-21-2014 @ 07:08 am

[ Envie esta História para um amigo! ]

 
Comentar
Comentar
Veja mais
Veja mais
Perfil do usuário colaborador
Perfil do usuário colaborador
Envie uma Mensagem Privada
Envie uma Mensagem Privada