Olá Visitante! Junte-se a nós! ou Entre para inserir uma História Militar.
[ Anuncie Já | Fórum | Blogs | Bate-Papo | Ajuda | Proposta ]
 
Página PrincipalPortal Militar Escute hinos e canções militares na Rádio do PortalHinos Fórum do Portal MilitarFórum Blogs Hospedados no PortalBlogs Converse no chat com militaresBate-Papo Videos do YoutubeVideo ArtigosArtigos AgendaAgenda Hotel de TrânsitoHotel Deixe um mensagem para todos do portal.!Fonoclama EntrarEntrar! Junte-se a nós!Junte-se a nós!
  Ir para Página Principal do Portal Militar
 
   
 
[ Todos as Histórias | Todos os Colaboradores | Os últimos 20 Colaboradores ativos ]

[ Dúvidas | Política de Publicação | Busca avançada ]

Usuários Colaboradores podem enviar Histórias Militares ou relacionadas, além de poder comentar as Histórias enviadas por outros usuários!
© Todos os direitos reservados aos seus autores. Esta material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização de seus autores. As opiniões expressas ou insinuadas nesta revista pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do Portal Militar.com.br ou de quaisquer outros órgãos ou departamentos do governo brasileiro.
 

 
O Guararapes - Ano 2005 out a dez nº 47 (2 de 2)
Inserido por: ClaudioBento
Em: 07-04-2006 @ 01:34 pm
 

 

Leia a parte 1/2

PARTE 2/2

Nota .O autor destas duas matérias é Cláudio Moreira Bento , coronel de Engenharia (ref.) do Exército formado pela AMAN em 1955 e com o curso de altos estudos militares da ECEME concluído em 1969 e de analista de alto nível pela ESNI em 1975 e curso de pesquisador de História das Forças Terrestres do Brasil em 1972,pelo EME. É, também, presidente da Academia de História Militar Terrestre do Brasil e do Instituto de História e Tradições do Rio Grande do Sul, sócio benemérito do Instituto de História e Geografia Militar do Brasil (IHGMB) e emérito do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.etc

SOCIOS FALECIDOS

A AHIMTB registra com pesar a morte de seus membros Gen Div Claudimar e coronéis Elber de Mello Henriques e Rui Duarte

Gen ClaudimarMagalhães Nunes..  Foi em seu comando na AMAN 2003/2004 o 3º Presidente de Honra da AHIMTB e muito a prestigiou e a apoiou marcando presença em todos os seus eventos e a convidando para assistir palestras feitas por conferencistas de fora  e prefaciando o livro AMAN 60 anos em Resende e posfaciou o livro Amazônia Brasileira. Conquista. Consolilação. Manutenção História Militar Terrestre da Amazônia 1616-2004, ambos de autoria do Cel Bento Presidente da Academia de História Militar Terrestre do Brasil que possui sua sede em dependências externas da AMAN. Foi agraciado pela AHIMTB como comendador da M[erito Histórico Militar Terrestre do Brasil. Lembrança perene de seu comando foi a ampliação da igreja da Capelania da AMAN. A sua oração de recepção consta do volume 34 de posses em 2003 as p. 64/69 Sua posse com presidente de Honra , Seu rápido desaparecimento causou grande surpresa em razão do seu esmerado preparo físico  como especialista em paraquedismo, comando e Forças Especiais . O último no Brasil e no Peru. Foi instrutor na SIESP/AMAN, onde os cadetes o tratavam de Claudimau, alusão as exigências para os que cursavam aquela especialidade. Eqüivalia na realidade ao apodo Caxias, para designar aquele que cumpre os regulamentos a risca e exige o mesmo de seus instruendos  Sua esposa D.Elza e filhas Danielle e Cláudia tiveram presença social marcante e deixaram na comunidade saudosa lembranças( Nota do Cel Bento Presidente da AHIMTB).

Cel Elber de Mello Henriques.Faleceu, no Rio de Janeiro, a 25 de julho do corrente ano, o ex-combatente da FEB, nosso sócio emérito, Cel. ELBER DE MELLO HENRIQUES nascido na cidade de Fortaleza (CE) a 11 de fevereiro de 1918, cursou o Colégio Militar do Ceará, em 1937 chegou à Escola Militar de Realengo. Escolheu a arma de Artilharia e a 12 de dezembro de 1939, alcançou o aspirantado:. Orgulhava-se de ser neto do veterano da Guerra do Paraguai Viriato Nunes de Mello, ferido na batalha de Tuiuti. Seguiu com a FEB para a Itália e foi designado Observador Aéreo da Artilharia, da ELO a serviço da FEB naquela península. De volta à Pátria serviu no Forte de Copacabana (Comandante de Bateria de Projetores), logo depois foi nomeado instrutor da Escola de Artilharia da Costa. Cursou a ESAO, a ECEME e a Escola Superior de Guerra. Fez os cursos especial de Artilharia (Fort Sill, Oklahoma) e de Minas e Destruições, na Itália. Serviu no Estado Maior do Exército e foi comandante do 2o Grupo de Canhões Antiaéreos (Quitaúna, SP).Pertenceu ao IHGMB (sócio emérito), ao Centro Brasileiro de Estudos Estratégicos, ao IHGB (onde ingressou em outubro de 1985) e à Academia Cearense de Ciências, Letras e Artes do Rio de Janeiro. Ocupou a cadeira no 17 da AHIMTB (patrono marechal Humberto Castelo Branco). Foi recebido pelo Cel. Joaquim Victorino Portella Alves no dia 26 de outubro de 1996. Foi promovido a sócio-emérito. Publicou entre outros: A FEB 12 anos depois e Uma visão da Antártida, além de dezenas de artigos em revistas e jornais do País. Recebeu a Ordem do Mérito Militar. Também a Cruz de Combate, Medalha de Campanha, Cruz da Aviação – Fita A, Air Medal (dos EUA) e a Ordem do Mérito do Chile.(Nota do Cel Arivaldo Fontes 1º vice presidente da AHIMTB)

Cel Rui Duarte.O acadêmico Cel Rui Duarte ocupou na AHIMTB a cadeira Gen Waldemiro Pimentel , sucedendo o Cel Jardro Alcântara de Avellar elevado a acadêmico emérito. Tomou posse no CMRJ, onde estudara e se destacara como membro de sua banda de música. Sua posse esta registrada no Livro nº 34 de posses da AHIMTB. A grande contribuição para a História Militar foi a sua coluna social da família militar Polainas e charlateiras no Ombro a Ombro e depois também no Inconfidência, onde registrava dados importantes da História Militar do amanha, além de unir e integrar socialmente através de notas sociais as famílias do Exército, Aeronáutica e Marinha . Possuía a pintura como hobby ,nos ofertando dois òleos para esta presidência da AHIMTB e que conservo em meu escritório em casa . O 1º  Soldado de Engenharia do Império e o 2º um gaúcho tomando mate a frente de um fogo de chão. Sua morte foi sentidissima o que demostrou a enorme presença de seus amigos em sua missa de 7º dia na Igreja Santa Cruz dos Militares. O jornal Inconfidência lhe prestou significativa homenagem bem como a Revista do Clube Militar onde exerceu as funções de Diretor Social. A AHIMTB preserva vários números de sua apreciada, original e  única  coluna Polainas e Charlateiras , em tempo daa estratégia alternadas por  grande parte da mídia , de silêncio ou deformação de fatos relacionados com as nossas Forças Armadas .Confirmar é obra de simples verificação e raciocínio, contrastando como o apoio recebido pela Mídia na criação do Clube Militar em 1887, conforme se pode concluir de matérias na Revista do centenário Clube Militar em 1987.( Nota Cel Bento Presidente da AHIMTB)

  NOTÍCIAS DIVERSAS

LIVROS RECEBIDOS .A AHIMTB recebeu os seguintes livros e os incorporou ao seu acervo; O repto de um professor de Ercílio Galhardo e Uma luz que não se apaga de Virgínia Calais Arbex sobre a vida e obra do 4º presidente de Honra da AHIMTB Cel Antônio Esteves, o presidente e fundador da AEDB em Resende .E do patrono de cadeira da AHIMTB Alte Hélio Leôncio Martins, Amadas Amantes, sobre Madame Linch, Eva Braun ,Clara Pettacci e Anita Garibaldi . Do acadêmico Emérito Gen Raymundo Negrão Torres o livro Nos caminhos da História, com variados tópicos de História do Brasil .Do acadêmico Cel João Ribeiro da Silva o livro O Homem Brasileiro , premiado pela União Brasileira de Escritores. As estâncias de Bagé contam a sua História, de co-autoria de seu correspondente em Uruguaiana Carlos Fonttes, Vida e morte de Sepé Tiarajú de seu acadêmico em São Gabriel, Osório Santana Figueiredo. A Ordem Unida na Evolução da Doutrina Militar se seu acadêmico na PMSP, Cap Hélio dos Santos (e prefácio do Presidente da AHIMTB).Espada Caxias do Cap Cláudio H .Forjaz. Do acadêmico Cel José Fernando Maya Pedrosa , A catástrofe dos erros( sobre a Guerra do Paraguai),Da Delegacia da AHIMTB em Sorocaba e região , plaqueta  com posses de acadêmicos, com as orações dos acadêmicos Adilson Cesar ,Hernani Donato e de Cláudio Moreira Bento, presidente da AHIMTB, Da Delegacia da AHIMTB na PMSP, plaqueta de posses de acadêmicos da AHIMTB no IHGSP, com orações dos acadêmicos Cel PM Paulo Tenório Rocha Marques, Cap PM Hélio Tenório dos Santos e do Cel PM Edilberto Oliveira Mello, Delegado da AHIMTB na PMSP. Do Cel Gustavo Lisboa Braga o livro Da Casa do Trem a AMAN, focalizando os 3 primeiros anos da AMAM em Resende .Do acadêmico na PMCE Tem Cel João Xavier de Holanda , assessor cultural da PMCE o livro Banda de Música Major Xavier Torres e a Revista do Jubileu de Ouro da Turma Santos Dumont 1954, com destaques para os acadêmicos da AHIMTB integrantes desta turma Gen Ex Gleuber Vieira e Ten Cel Antônio Gonçalves e a Presidência da AHIMB foi ofertado com expressiva dedicatória do General Sérgio Bergamaski, 1º aluno da turma que recebeu seu espadim em 1952 das mãos do presidente Getúlio Vargas , o presidente construtor da AMAN e justo no cinqüentenário de seu desligamento injusto da Escola Preparatória e Tática do Rio Pardo, conforme demonstramos no próximo

Continua na página 17

Continuação de O GUARARAPES nº 47            out/dez 2005                                         página1 7

lançamento da AHIMTB e IHTRGS Escolas do Exército em Rio Pardo 1859-1911, prefaciado pelo Chefe do EME Gen Ex Renato César Tibau da Costa que o idealizou como comandante do CMS. E mais o  livro Quem sabe um dia ,misto de ficção e de memórias do Cel Inf Jorge Armando Severo Machado , 100 anos da Ponte Velha de Claudionor Rosa e Moyalê Amhara de Ericson de Almeida, a quem a AHIMTB deve a moldura lavrada do quadro com seu brasão, desenhado pelo acadêmico Cel Geraldo Levasseur França, falecido

POSSES E ATIVIDADES DA AHIMTB ATÉ 1º MARÇO 2006 seu 10º ANIVERSÀRIO.

Dia 16 Nov no CMPA posse como acadêmicos do Professor de Relações Internacionais da UFRGS, professor Paulo Fagundes Vicentini ,na cadeira Barão do Rio Branco, vaga por elevação a acadêmico emérito do Cel J.V Portella Ferreira Alves  e do Major PM  André Luis Woloszyn na cadeira Major PM Miguel Pereira e que substitui o falecido acadêmico Ten Cel PM José Luis Silveira. Condecoração com o Mérito Histórico Militar Terrestre da AHIMTB , no grau de Comendador  Prof Flávio Camargo e do Gen Bda Emir Benedetti ,no grau de oficial e, lançamento pela AHIMTB das seguintes obras com seu aval :Armas leves do Exército Brasileiro, de autoria dos Frederico Euclides Aranha , acadêmico Eduardo Cunha Muller e Bento Sune Gonçalves , livro Caminhada do Cel Cyrino Machado de Oliveira(memórias) e o artigo Érico Veríssimo e a revolução Farroupilha e Caxias o seu pacificador, na Revista do CIPEL 2005, de homenagem a Erico Veríssimo em seu centenário.

Dia 17 Nov, no Grupo Conde de Caxias em Caxias do Sul com co- participação do IHTRGS,ADESG Caxias do Sul e ANVEFEB Porto Alegre , palestra do Presidente da AHIMTB, Os 60 anos da Vitória na 2ª Guerra Mundial e condecoração com a Medalha do Mérito Histórico Militar Terrestre da AHIMTB ao acadêmico Mário Gardelin, ocupante da cadeira especial Cel Arthur Ferreira Filho e diplomação como Delegado de Honra da delegacia General Morivalde Calvet Fagundes , o Ten Cel Art Edson Rodrigues de Oliveira comandante do Grupo Conde de Caxias.

Dia 24 Nov , na Academia da Polícia Militar D.João VI, da PMRJ. Posse como acadêmico da AHIMTB do Major PM  José Augusto de Oliveira Junior na cadeira que tem por patrono o Capitão PM Albino Monteiro, vaga por elevação a acadêmico emérito do Cel PM Vidal da S. Barros e palestra do Presidente da AHIMTB sobre o Duque de Caxias patrono da AHIMTB ,que comandou a PMRJ por cerca de 7 anos e a diplomação da Academia D.João VI como colabora emérita da AHIMTB.

Dia 26 Nov, na AMAN entrega de medalhas do Mérito Histórico Militar Terrestre da AHIMTB a dois aspirantes que foram os melhores colocados em História Militar Aspirantes Aracaty Andrade de Saraiva de Engenharia e Reducino Tegon Junior de Intendência

Dia 29 Nov, na AMAN, posse como acadêmico do Ten Cel Cláudio Weirich , chefe da cadeira de História Militar E na cadeira General Cordolino de Azevedo e, entrega de medalhas do Mérito Histórico Militar Terrestre da AHIMTB aos coronéis professores Alceu Paiva e Antônio Carlos e ao grande colaborador da AHIMTB, Anacleto Ribeiro.

Dia 30 Nov, em Itatiaia lançamento da Revista da Academia Itatiaiense de História nº1 presidida por D.Alda Bernardes Faria e Silva ,presidente da Comissão de Relações Públicas da AHIMTB e presidente daquela entidade .Revista que abriga expressiva colaboração da AHIMTB.

Dia 2 de Dez ,no auditório da 9ª Região Militar, instalação da Delegacia da AHIMTB no Mato Grosso do Sul Gen Bda Med. João Severiano da Fonseca ,com a posse de seu Delegado de Honra o Gen Ex Luiz Cesário da Silveira Filho, comandante do CMO e como seu delegado e acadêmico o Dr Carlos Eduardo Contar e na cadeira General Raul Silveira de Mello que já foi ocupada pelos generais Plínio Pitaluga e José Moretzon , falecidos e diplomação da 9ª Região Militar como colaboradora emérita.

Continua na página 18

 Continuação de O GUARARAPES nº 47            out/dez 2005                                      página18

1º Mar 2006, no Clube Militar, no 10 º aniversário da AHIMTB, posse como acadêmico na cadeira Marechal Humberto de Alencar Castello Branco do Gen Ex Luiz Gonzaga Shoroeder Lessa, vaga por elevação a acadêmico do General Hélio Ibiapina  Lima que substituiu o Cel Elber de Mello Henriques elevado a acadêmico emérito, A AHIMTB homenageará o Ten Cel Sena Madureira por sua atuação destacada na Questão Militar e na Fundação do Clube Militar e que foi o 1º comandante da Escola de Tática e de Tiro em Rio Pardo, que a AHIMTB resgatou  ou ressuscitou na obra Escolas do Exército em Rio Pardo 1859;1911.         Continuação de O

Uma reflexão do Marechal Castello Branco a ser sempre lembrada:“ Não quis nem usei o poder como instrumento de prepotência. Não quis nem usei o poder para a glória pessoal ou a vaidade dos fáceis aplausos. Dele nunca me servi. Usei-o, sim, para salvar as instituições, defender o princípio da autoridade, extinguir privilégios, corrigir as vacilações do passado e plantar, com paciência, as sementes que farão a grandeza do futuro. Usei-o para corrigir o País, preparando-o para a felicidade das gerações de amanhã. Usei-o para advertir a Nação contra a demagogia, alertá-lo contra o desenvolvimento inflacionista, preveni-la das suas responsabilidades, pois somente assim o Brasil será suficientemente forte e lúcido para construir a Democracia, alcançar o Progresso e preservar a Independência .E se não me foi penoso fazê- lo, pois jamais é penoso cumprirmos com o nosso dever, a verdade é que nunca faltaram os que insistem em preferir sacrificar a segurança do futuro em troca de efêmeras vantagens do presente, bem como os que põem as ambições pessoais acima dos interesses da Pátria. De uns e outros desejo esquecer-me, pois a única lembrança que conservarei para sempre é a do extraordinário povo, que na sua generosidade e no seu patriotismo, compreensivo face aos sacrifícios e forte nos sofrimentos, ajudou-me a trabalhar com lealdade e com honra para que o Brasil não demore em ser a grande NAÇÃO almejada por todos nós”.( Enviada pelo acadêmico Cel Luis Ernani Caminha Giorgis).

Noticias da Delegacia Cel Pedro Dias de Campos  da PMSP– Por iniciativa do 1º Ten PM Sérgio Cepeda de Aguiar e da 1º Ten Fem PM Sandra Linhares, a Delegacia Cel Pedro Dias de Campos junto à PMESP, tem reunido mensalmente os seus integrantes na Academia de Polícia Militar do Barro Branco, discutindo assuntos históricos com os jovens cadetes do primeiro ano do Curso de Formação de Oficiais. Têm tido participação de destaque os cadetes Luiz Freire, San Martino, Rafael Ramos, Eduardo, Ayrão, Valino, Surjus, Gomes Ribeiro e Panuli, os quais demonstram vocação e entusiasmo pela preservação da história daquela milícia( Enviado pelo acadêmico Cap PMSP Hélio Santos.

A Academia de História Militar Terrestre do Brasil na Internet. Como forma de atingir seus integrantes e interessados a AHIMTB divulga seus trabalhos nos seguintes sites entre outros:

www.resenet.com.br/users/ahimtb, já com 40.000 visitas e administrado por seu grande colaborador Capitão de Fragata , Carlos Norberto Stumpf Bento ,premiado em 2º lugar pelo Exército com seu site sobre As batalhas dos Guararapes.

www.resenet.com.br ,em Caserna dirigido para a Família Acadêmica e administrado por D .Adelaide Muller, que também divulga a História de Resende .

www.militar.com.br em História, que constitui a Revista Eletrônica da AHIMTB e administrada por seu correspondente Comandante Alfredo C G da Silva.

   IMPORTANTE:  O Informativo o Guararapes poderá ser consultado pela Internet. A AHIMTB esta providenciando a colocação dos47 números de O Guararapes em seu site que poderão ser consultados pela Internet com apoio em seu índice detalhado em elaboração por especialista neste assunto do Cel Cav R/1 Cândido Nunes da Silva Filho , que vem realizando trabalho idêntico como nossas revistas militares. Será uma grande conquista para que os assuntos que o Guararapes trata sejam acessíveis virtualmente  para consultas e pesquisas;

 


Última alteração em 07-04-2006 @ 01:34 pm

[ Envie esta História para um amigo! ]

 
Comentar
Comentar
Veja mais
Veja mais
Perfil do usuário colaborador
Perfil do usuário colaborador
Envie uma Mensagem Privada
Envie uma Mensagem Privada