Olá Visitante! Junte-se a nós! ou Entre para inserir uma História Militar.
[ Anuncie Já | Fórum | Blogs | Bate-Papo | Ajuda | Proposta ]
 
Página PrincipalPortal Militar Escute hinos e canções militares na Rádio do PortalHinos Fórum do Portal MilitarFórum Blogs Hospedados no PortalBlogs Converse no chat com militaresBate-Papo Videos do YoutubeVideo ArtigosArtigos AgendaAgenda Hotel de TrânsitoHotel Deixe um mensagem para todos do portal.!Fonoclama EntrarEntrar! Junte-se a nós!Junte-se a nós!
  Ir para Página Principal do Portal Militar
 
   
 
[ Todos as Histórias | Todos os Colaboradores | Os últimos 20 Colaboradores ativos ]

[ Dúvidas | Política de Publicação | Busca avançada ]

Usuários Colaboradores podem enviar Histórias Militares ou relacionadas, além de poder comentar as Histórias enviadas por outros usuários!
© Todos os direitos reservados aos seus autores. Esta material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização de seus autores. As opiniões expressas ou insinuadas nesta revista pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do Portal Militar.com.br ou de quaisquer outros órgãos ou departamentos do governo brasileiro.
 

 
Relatório das atividades da Academia
Inserido por: ClaudioBento
Em: 07-04-2006 @ 02:41 pm
 

 

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA ACADEMIA DE HISTÓRIA MILITAR TERRESTRE DO BRASIL (AHIMTB) E DO INSTITUTO DE HISTÓRIA E TRADIÇÕES DO RIO GRANDE DO SUL (IHTRGS) EM PORTO ALEGRE

DE 1 A 5 JUNHO 2005.

A AHIMTB e o IHTRSG, a convite e através de seu presidente Cel Cláudio Moreira Bento e dos associados Cel Luiz Ernani Caminha Giorgis ,Vet FEB José Conrado de Souza, Dr Flávio Camargo, Dr Eduardo Cunha Muller e Carmen Lúcia Ferreira da Silva que se alternaram em companhia do presidente que se fez presente  no dia 1º de junho na Câmara de Vereadores de Porto Alegre,onde foi homenageado, na Associação de Imprensa do RGS (ARI), no programa na Rádio Guaíba de Flávio Alcaraz Gomes e no dia 2 de junho, no Comando do Corpo de Bombeiros da Brigada Militar, no Salão Nobre do Quartel General do CMS e; no dia 3 de junho, no Comando da Brigada Militar, além de entrevistas com os comandantes do CMS e da 3ª RM, e pesquisas no Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul relacionadas com a pesquisa Escolas do Exército na Região Sul que desenvolvem.

            As citadas presenças assim foram desenvolvidas.

 

1 - Dia 1 de junho de 2005, a tarde.

Homenagem ao Cel Cláudio Moreira Bento na Câmara de Vereadores de Porto Alegre.

O Cel Bento teve o seu currículo lido e comentado para o plenário pelo vereador da bancada do PTB Maurício Ziedrik, em homenagem que lhe prestou a Câmara, presidida pelo vereador Eloi Guimarães.

O Cel Bento havia sido convidado à Mesa em companhia do acadêmico Dr. Eduardo Cunha Muller para a homenagem que lhe foi prestada como historiador rio-grandense e porto-alegrense, quando foram enumerados seus livros, 7 prêmios literários e seus trabalhos transcritos nos anais da Câmara Federal, de assembléias estaduais e câmaras municipais etc.

O Cel Bento ao lhe ser concedida a palavra falou da Mesa dizendo ser um “historiador militar terrestre brasileiro presidente da AHIMTB que estuda a História Militar Terrestre do Brasil em 2 dimensões. A clássica como aprendizagem da Arte Militar com os acertos e erros cometidos em confrontos bélicos e a nova dimensão para isolar fatores determinantes de conflitos para que isolados sejam colocados a disposição dos líderes civis para que sejam evitados  novos conflitos, com o todo o rosário de funestas conseqüências para as populações civis.

Falou que se encontrava em Porto Alegre para lançar os seguintes livros: que apresentou ao plenário da Câmara, os quais foram editados pelo acadêmico Dr Flávio Camargo da UFRGS.

- Hipólito da Costa – o gaúcho patrono da imprensa Brasileira,  que ocorreria a noite na ARI e premiado por esta instituição em 1972 e pela Assembléia do RGS.

- O Conde de Porto Alegre, que seria lançado dia 2 a tarde no Salão Nobre do Quartel General do CMS.

            Fez uma síntese do conteúdo dos mesmos e ressaltou que o Conde de Porto Alegre possuía este título por haver liderado a reconquista de Porto Alegre aos farrapos. Mas que, mais tarde, concorreu expressivamente para a paz honrosa como enviado de Caxias ao Rio para lá em seu nome tratar da Paz.

Mencionou que as bases da República Brasileira proclamada em 15 de novembro de 1889 pelo Marechal Deodoro possuíam suas raízes no combate de Seival em 10 de setembro de 1836 que criou condições para a Proclamação da Republica Rio Grandense .Vitória obtida por Antônio Neto com sua Brigada Liberal originária do Corpo da Guarda Nacional do então imenso Piratini integrada por homnes de seus então distritos de Piratini(sede),Canguçu, Cerrito e Bagé até o Pirai.

A seguir, convidado,  compareceu ao Gabinete do Vereador Maurício onde tirou uma foto. Sua participação foi precedida de apresentação do Arcebispo Dom Dadeus do Rio Grande do Sul que a seguir lançou sua Cartilha da Segurança, da qual ofertou exemplar autografado ao Cel Bento e Dr Muller.

Na sessão diversos  oradores falaram sobre os 60 anos do Dia da Vitória.

O presidente da AHIMTB foi acompanhado pelo acadêmico Dr. Eduardo Cunha Muller. e foi tratado com toda a consideração por parte do Presidente da Câmara e seus auxiliares Como lembrança da visita da AHIMTB e IHTRGS a Câmara o Cel Bento deixou para a Biblioteca da Câmara os dois livros citados e mais o Porto Alegre- memória dos sítios farrapos e da Administração de Caxias no qual demonstra o entrosamento de Caxias como Presidente da Província, com a Câmara de Porto Alegre do qual resultaram empreendimentos notáveis para a capital gaúcha

 

2 - Dia 1 de junho de 2005 a noite.

 

Lançamento na ARI do livro Hipólito da Costa, o fundador da Imprensa Brasileira.

O Cel Bento acompanhado dos acadêmicos da AHIMTB e membros do IHTRGS, Cel Luis Ernani Caminha Giorgis , Dr Flávio Camargo e Dr Eduardo Cunha Muller compareceu a sede da Associação de Imprensa do Rio Grande do Sul na noite de 1º de junho, sendo recebidos pelo seu presidente Ercy Pereira Torma que presidiu a seção alusiva tendo  apresentado o Coronel Bento como o precursor do resgate, em 1972, do patrono da Imprensa.

Presente na sessão o Gen Div Marco Antonio Longo, comandante da 3ª Região Militar e outros oficiais que foram por hierarquia convidados para formarem a Mesa Diretora.

O Cel Bento como preparação para o lançamento do livro fez uma síntese com os seguintes dados extraídos do livro.

-             Síntese da cultura de Hipólito da Costa.

-             Explicação necessária.

-             Uma análise de Hipólito da Costa a luz dos Objetivos Nacionais Permanentes.

O presidente da ARI encerrou a sessão e convidou os presentes para um coquetel enquanto o Cel Bento,  com auxílio do Cel Caminha, autografou livros aos jornalistas presentes. Livro patrocinado pela FHE-POUPEx

A ARI noticiou o fato que foi divulgado pela Imprensa local, mas sem a esperada recepção a uma obra tratando do fundador da Imprensa.

 

3 - Dia 2 de junho de 2005

 

Entrevista do presidente Cel Bento da AHIMTB e IHTRGS na Rádio  Guaíba, às 9:20 com Flávio Alcaraz Gomes

            O Cel Bento falou sobre a Academia de História Militar Terrestre do Brasil e sobre  o Instituto de História e Tradições do Rio Grande do Sul e sobre o livro a ser lançado em comemoração do Dia da Imprensa, na Câmara de Porto Alegre, não tendo tempo de falar sobre o livro O Conde de Porto Alegre

O Cel Caminha gravou a entrevista e foi quem a marcou e lá deixou com Alcaraz Gomes exemplares dos livros.

              

4 - Condecoração do Cel Bento no Corpo de Bombeiros da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, as 10:30 na sede do Corpo de Bombeiros.

 

O Cel Bento foi lá muito bem recebido tendo sido condecorado com a Medalha do Mérito Histórico Farroupilha, idealizada e projetada pelo membro do IHTRGS Dr Flavio Camargo, os seguintes oficiais:

-             TC Isaias Malinski Cmt do 1º CRB

-             TC Joel Prates Pedroso

-             Maj Marcelo Lopes Rosa

-             Maj José Henrique Gomes Botelho

Depois o Cel Bento foi agraciado com Medalha Especial  do Mérito do Serviço de Bombeiros.

Em agradecimento, o Cel Bento salientou que como aluno de EPPA, em 1951 havia liderado o combate a um incêndio em Canguçu, de um antigo sobrado que existiu no local atual da Câmara de Vereadores de Canguçu.

E que no dia do incêndio soube depois que naquele mesmo dia ocorrera em Pelotas a morte do canguçuense Cel Juvêncio Lemos, ligado por laços paternos à proprietária do sobrado incendiado e que fora destacado oficial da Brigada Militar e que criara 3 de suas unidades como as de Pelotas e Santana.

 

5 - Dia 2 de junho de 2005 pela tarde

 

Lançamento do livro Conde de Porto Alegre e condecoração do Mérito Histórico Militar Terrestre no Salão Nobre do CMS as 16 horas.

 

Com  a presença dos oficiais generais servindo em Porto Alegre , em Santa Maria e Curitiba, entre os quais o Gen Ex Tibau, comandante do CMS,e nomeado Chefe do Estado- Maior do Exército, teve lugar a entrega de medalhas de Mérito Histórico Militar Terrestre do Brasil pela AHIMTB, as seguintes personalidades.

-             Gen Div Marco Antônio Longo, no grau de Oficial.

-             Dr. Eduardo Cunha Muller, no grau de Cavaleiro.

-             D. Carmen Lucia Ferreira da Silva, no grau de Cavaleiro

Agraciamento com apoio nas seguintes justificativas:

Gen Div MARCO ANTÔNIO LONGO. Pelo prestígio e estímulo aos trabalhos da Academia de História Militar Terrestre do Brasil(AHIMTB), desde  que comandante do 1º Grupamento de Engenharia de Construção(1º GEC, em João Pessoa– PB), onde proporcionou convite à presidência da AHIMTB, para lá proferir palestra para a comunidade local e sua oficialidade. Palestra que   já havia pronunciado para a Guarnição Militar do Recife, na SUDENE, sobre as Batalhas dos Guararapes e proporcionando também a mencionada Presidência da AHIMTB, entrevista sobre o assunto em TV local , além de apresentá-la ao Instituto Histórico e Geográfico da Paraíba e a Academia Paraibana de Letras que o elegeram sócio correspondente.

        Mais tarde, como Chefe da Diretoria de Obras de Cooperação (DOC) pelo prestígio e pelo aproveitamento de algumas conclusões inéditas da Presidência da AHIMTB, sobre o apoio, tipo de Engenharia, por patriotas, nas Guerras Holandesas, e tiradas de oração da Presidência da AHIMTB, proferida como orador oficial convidado ,  na inauguração do Memorial ao Ten Cel Vilagran Cabrita, no Batalhão Escola de Engenharia, em Santa Cruz .Merece menção   haver recorrido o General Longo  e se socorrido da arte pictórica notável do nosso acadêmico  Cel Pedro Paulo Cantalice Estigarribia, para imortalizar em suas pinturas notáveis e sem precedentes em nosso Exército e relacionadas com a Arma de Engenharia, Isto sem deixar de mencionar  mais um convite seu a presidência da AHIMTB, agora a sua DOC, para visita a sua Diretoria para falar para seus oficiais de aspectos históricos da Arma de Engenharia, quando  confiou a AHIMTB disquete que reproduz livro de Registro Histórico das atividades da Diretoria de Engenharia para posterior aproveitamento . Como comandante da 3a Região Militar, o patrocínio , consistente da reedição da obra, que hoje aqui será lançada e sugerida  pela  AHIMTB e  Instituto de História e Tradições do Rio Grande do Sul, e sob a égide de ambos, Conde de Porto Alegre, herói militar , ex comandante da 3ª Região Militar e na oportunidade do seu bicentenário em 2004.E mais pelo apoio que a AHIMTB tem recebido atualmente da 3ª Região Militar, na medida do possivel, no desenvolvimento da História do Exército na Região Sul, em apoio ao Objetivo Atual nº 1 do Exército, ora rivigorado pelo Comandante do Exército e 1º Presidente de Honra da AHIMTB, o Exmo Sr Gen Ex Roberto Francisco Albuquerque e assim definido:

        Preservar, pesquisar, cultuar e divulgar , a História, as Tradições e os Valores morais, culturais e históricos do Exército.”

       Objetivo para cuja conquista a AHIMTB e o IHTRGS acabam de contribuir por solicitação da 3ª Região Militar,com uma palestra de seu vice presidente Cel Luiz Ernani Caminha Giorgis e artigos desta presidência e por ela amplamente divulgados, com vistas as comemorações dos 250 anos do primeiro comandante da 3ª Região Militar  e Governador civil do  então criado  o atual  Rio Grande do Sul e 3ª Regiaõ Militar  denominada históricamente  D. Diogo de Souza.

 

DR. EDUARDO CUNHA MÜLLER Acadêmico desde junho de 2004, o Dr. Eduardo Müller vem colaborando de forma preponderante nos trabalhos afetos à Academia. Suas contribuições são tanto na área da história propriamente dita como na área financeira, além de ser um grande incentivador das suas atividades.

     Publicou um livro sobre seu tio-avô, o Marechal Salvador César Obino o criador da Escola Superior de Guerra, na qual acabou de realizar curso e já possui dois outros trabalhos em andamento. Participa também da obra Escolas Militares de Rio Pardo, que está em desenvolvimento pela Academia. Merece destaque seu esforço de financiar e organizar o Museu do CPOR/PA que foi comandado por seu tio – avõ Marechal Salvador Cesar Obino e haver doado e transportado as suas custas até o Regimento Sampaio a espada que pertenceu ao Coronel Caiado de Castro que comandara esta unidade na FEB.

     O Dr. Müller, embora extremamente ocupado, mercê das atividades advocatícias que exerce, encontra tempo para se dedicar à pesquisa histórica. Neste particular, destacamos o seu grande conhecimento da história do Rio Grande do Sul.

DONA CARMEN LÚCIA FERREIRA DA SILVA. Membro da Academia desde dezembro de 2003, a dona Carmen, na condição de descendente do Conde de Porto Alegre, ultrapassou suas atribuições no desenvolvimento do trabalho que está sendo lançado nesta oportunidade, no qual elaborou as orelhas e com iconografia do arquivo familiar do Conde,  contribuindo de forma efetiva para diversas outras atividades relacionadas com o bicentenário de seu ilustre ancestral .Jornalista aposentada, dedica-se à pesquisa histórica. Recentemente, ingressou na área da museologia, procurando aumentar seus conhecimentos. Participa, atualmente, de diversos projetos ligados ao seu ilustre antepassado. Na pessoa da dona Carmen, aproveitamos a oportunidade para cumprimentar seus pais e seus filhos, aqui presentes.”

O Cel Caminha,  vice-presidente da AHIMTB procedeu a leitura do sentido da Medalha e as Justificativas para a concessão a cada um dos agraciados.

O Cel Bento convidou  o Gen Ex Tibau, Cmt do CMS e Delegado de Honra da AHIMTB no Rio Grande do Sul e já agraciado com a Medalha, no grau de Comendador no Parque Osório na Festa Nacional da Cavalaria de 2005, para representar a AHIMTB na entrega da medalha ao General Longo – Comandante  da 3ª RM e que patrocinou a reedição do livro Conde de Porto Alegre.

O Cel Bento fez a entrega das medalhas ao Dr. Muller e D. Carmen.

O Cel Bento fez a apresentação aos presentes do conteúdo do livro Conde de Porto Alegre , por meio de  uma síntese da vida do heróico personagem. A seguir também apresentou o livro sobre Hipólito da Costa, ressaltando ss ligações familiares de Hipólito com descendentes militares, sendo que um tetraneto o Cel Av Fernando Hippolito da Costa era sobrinho e afilhado do Marechal Castelo Branco

A seguir o Cel Bento e o Cel Caminha passaram a autografar  o livro Conde de Porto Alegre como parceiros na  reedição da obra que eles enriqueceram sobremodo.

Foi expressivo o número de autógrafos inclusive ao Dr. Paulo Brossard ex-senador e ministro de Justiça que compareceu ao ato e parente do Cel Bento pelos Borba da Armada, em Canguçu..

 

6 - Dia 3 de junho de 2005 – 15 horas

 

Cerimônia no Quartel General da Brigada Militar de entrega da Medalha do Mérito Farroupilha do IHTRGS a Oficiais integrantes de comando da Brigada e agraciamento do Cel Bento com a medalha de Serviços Distintos à Brigada Militar.

            Com a presença de oficiais do QG da Brigada no Salão Nobre do Quartel General, com pompa e circunstância, o Cel Bento e seu vice presidente no IHTRGS Cel Caminha agraciaram com o Mérito Farroupilha do IHTRGS  os seguintes oficiais:

-             Cel Airton Carlos da Costa – Comandante Geral.

-             Cel Ilson Pinto de Oliveira – Sub Cmt de Brigada.

-             Cel José Carlos de Moura – Chefe de Estado- Maior da Brigada.

Em seguida o Comandante Geral da Brigada agraciou o Cel Bento com a Medalha de Serviços Distintos da Brigada Militar.

Em agradecimento o Cel Bento proferiu as seguintes palavras

Aqui nos encontramos como presidente e fundador do Instituto de História e Tradições do Rio Grande do Sul (11 de junho de 1986) e da Academia de História Militar Terrestre do Brasil ( 1º março 1996) nos quais a Brigada Militar ocupa local de destaque.

            No Instituto de História e Tradições do Rio Grande foram nossos vice presidentes os coronéis Hélio Moro Mariante, que considero o maior historiador institucional da Brigada e o falecido e inesquecível Cel José Luiz Silveira,    

             A Academia de História Militar Terrestre possui duas cadeiras com patronos da Brigada. A cadeira Major  Miguel Pereira que foi ocupada pelo Cel José Luiz Silveira, hoje falecido, e que considero o maior historiador operacional da Brigada. A outra tem como patrono, em vida, o Cel Hélio Moro Mariante, condição em que o acompanham hoje, o Alte Hélio Leôncio Martins, o maior historiador vivo de nossa Marinha de Guerra, mais o Cel Jarbas Passarinho e o Cel Francisco Ruas Santos.

            A Cadeira Cel Hélio Moro Mariante que foi ocupada pelo Major Aroldo Medina, autor da obra Os Museus do Rio Grande do Sul, que prefaciamos e que considero uma expressiva contribuição da Brigada à cultura gaúcha.

            No segundo volume da História da 3ª Região Militar, no anexo ao capítulo 6, damos destaque a Brigada Militar, nascida em 15 de outubro de 1893, as vésperas da malfadada e sangrenta Guerra Civil na Região Sul e conhecida por Revolução de 93.

            E biografamos com retrato seu primeiro comandante e organizador, o Coronel de Artilharia do Exército Joaquim Pantaleão Teles de Queiroz (p. 57) que antes servira no 2º Batalhão de Engenharia e depois 1º Batalhão Ferroviário onde servimos de 1957 a 1966, em Bento Gonçalves com uma interrupção de menos de 2 anos e em Cachoeira do Sul.

            Presido as Academias Canguçuense e Piratiniense de História. Na primeira é patrono da cadeira o notável Cel Juvêncio Lemos, natural de Canguçu e ao qual se atribui a criação de unidades da Brigada Militar em Pelotas e Santana etc.

            Em Piratini meu patrono é o General Bento Gonçalves da Silva, do qual me considero um de seus biógrafos em O Exército Farrapo e os seus chefes e também nosso parente distante.

          A Brigada Militar foi a primeira força militar que conheci em Canguçu através de seu Destacamento que para lá segundo fui informado  foi solicitado pôr  meu pai Conrado Ernani Bento Prefeito de Canguçu de 1931/37 e ligado ao General Flores da Cunha.

            Meu avô foi de 1917/22, sub chefe e chefe de Polícia e Secretário do Dr. Borges de Medeiros. Chama-se Cel Genes Gentil Bento e em suas missões pacificadoras do Partido Republicano era escoltado por contingentes da Brigada Militar colocados a sua disposição pelo Cel Emílio Masson, conforme consta de documentos de meu avô preservados pela família.

            A minha satisfação por haver recebido mais esta medalha da Brigada Militar se explica nos termos desta minha breve oração, sem deixar de agradecer a dinâmica coordenação de nossa presença na Brigada do Major Wolosin.

            Junto com o diploma os agraciados receberam dos coronéis Bento e Caminha exemplares do livro O Conde de Porto Alegre, cuja história e ligações com a cidade de Porto Alegre o Cel Bento sintetizou aos presentes.

 


Última alteração em 07-04-2006 @ 02:41 pm

[ Envie esta História para um amigo! ]

 
Comentar
Comentar
Veja mais
Veja mais
Perfil do usuário colaborador
Perfil do usuário colaborador
Envie uma Mensagem Privada
Envie uma Mensagem Privada