Olá Visitante! Junte-se a nós! ou Entre para inserir uma Letra.
[ Anuncie Já | Fórum | Blogs | Bate-Papo | Ajuda | Proposta ]
 
Página PrincipalPortal Militar Escute hinos e canções militares na Rádio do PortalHinos Fórum do Portal MilitarFórum Blogs Hospedados no PortalBlogs Converse no chat com militaresBate-Papo Videos do YoutubeVideo ArtigosArtigos AgendaAgenda Hotel de TrânsitoHotel Deixe um mensagem para todos do portal.!Fonoclama EntrarEntrar! Junte-se a nós!Junte-se a nós!
  Ir para Página Principal do Portal Militar
 
   
 
[ Todos as Letras de Hinos | Todos os Colaboradores | Os últimos 20 Colaboradores ativos ]

[ Dúvidas | Política de Publicação | Busca avançada ]

Usuários Colaboradores podem enviar Letras de Hinos, canções, marchas militares e outros, além de poder comentar as Letras enviadas por outros usuários!
© Todos os direitos reservados aos seus autores. Esta material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização de seus autores. As opiniões expressas ou insinuadas nesta revista pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do Portal Militar.com.br ou de quaisquer outros órgãos ou departamentos do governo brasileiro.
 

 
Ardor de Infante
Inserido por: Coordenador
Em: 03-16-2007 @ 02:22 pm
 

 

 

Letra: Olavo Bilac

 

Onde vais tú esbelto infante

Com teu fuzil lesto a marchar

Cadência certa o peito arfante

Onde vais tu pelejar?

Pr’a longe eu vou, a Pátria ordena

Sigo contente o meu tambor,

Cheio de ardor! Cheio de ardor!

Pois quando a Pátria acena

Vive-se própria dor.

 

É no combate que o infante é forte

Vence o perigo, despreza a morte.

 

Fenecerá tua alegria

Ante o pavor dos matagais

Ao perpassar da ventania

Quebrando os rijos vegetais.

Vê, meu irmão, soa a metralha

Sibilam balas a cantar,

Hei de exultar! Hei exultar!

Quem na Bandeira agasalha

Sente o prazer no seu penar.

 

É no combate que o infante é forte

Vence o perigo, despreza a morte.

 

Tu que aí vais riso aos lábios

Não reverás o céu natal,

Recebe os meus conselhos sábios

Seja a bravura o teu fanal.

Posso morrer, nada me aterra

 

Mas hei de honrar o meu fuzil

Glória ao Brasil! Glória ao Brasil!

Pois se eu voltar à minha terra

Serei imune de ação vil.

 

É no combate que o infante é forte

Vence o perigo, despreza a morte
 


Última alteração em 03-16-2007 @ 02:22 pm

[ Envie esta Letra para um amigo! ]

 
Comentar
Comentar
Veja mais
Veja mais
Ouça Hinos e Canções
Ouça Hinos
Perfil do usuário colaborador
Perfil do usuário colaborador
Envie uma Mensagem Privada
Envie uma Mensagem Privada