Olá Visitante! Junte-se a nós! ou Entre para inserir uma Letra.
[ Anuncie Já | Fórum | Blogs | Bate-Papo | Ajuda | Proposta ]
 
Página PrincipalPortal Militar Escute hinos e canções militares na Rádio do PortalHinos Fórum do Portal MilitarFórum Blogs Hospedados no PortalBlogs Converse no chat com militaresBate-Papo Videos do YoutubeVideo ArtigosArtigos AgendaAgenda Hotel de TrânsitoHotel Deixe um mensagem para todos do portal.!Fonoclama EntrarEntrar! Junte-se a nós!Junte-se a nós!
  Ir para Página Principal do Portal Militar
 
   
 
[ Todos as Letras de Hinos | Todos os Colaboradores | Os últimos 20 Colaboradores ativos ]

[ Dúvidas | Política de Publicação | Busca avançada ]

Usuários Colaboradores podem enviar Letras de Hinos, canções, marchas militares e outros, além de poder comentar as Letras enviadas por outros usuários!
© Todos os direitos reservados aos seus autores. Esta material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização de seus autores. As opiniões expressas ou insinuadas nesta revista pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do Portal Militar.com.br ou de quaisquer outros órgãos ou departamentos do governo brasileiro.
 

 
Uma Canção da Cavalaria
Inserido por: Andreoli
Em: 04-28-2013 @ 06:38 pm
 

 

  uma "Canção da Cavalaria"

Escrito por Leandro Sicorra Wilemberg Published on 04 Julho 2012.


Letra: Maj Otávio Mariate
 
Nós, guapos cavalarianos,
Somos marchando ufanos,
Na vanguarada a lutar,
Colhendo informações,
Pra dar aos outros escalões,
E, se o inimigo então vemos,
Fixar fá-lo-emos,
E, às vezes, recuar,
Até que chegue a Infantaria,
Que guardamos de dia, 
Para a noite nos guardar!
 
Estribilho
Se o inimigo, em debandada,
Sente a derrota amaragada,
Engalopada,
Damos-lhe carga!
Nossa espada relapeja,
Como fuzilaria,
Na iminência da peleja.
Viva a audaz Cavalaria.
 
O nossso cavalo amigo,
Nunca teme o perigo,
Pois, só que avançar 
Firme, sutil
E muito ardil
Para o inimigo esmagar!
No encarniçado entrevero,
Em que o desespero
Do inimigo se nota,
No corcel temos confiança
E, manejando a lança ,
Causamos-lhe a derrota.
 
Estribilho
 
Quando a nossa Artilharia,
Seus tiros irradia 
Às hostis posições,
Qual réptil,
Com seu fuzil,
Ao forte ronco dos canhões,
Avança o infante temido
Para o assalto atrevido,
Com denodo e valor,
E a Cavalaria se atira,
Se o inimigo retira,
Cheio de ânsia e pavor."
 
 
CRUZ, Otávio de Oliveira. Estrelas. 1937

Copiado do site www.decavalaria.com

 


Última alteração em 04-28-2013 @ 06:38 pm

[ Envie esta Letra para um amigo! ]

 
Comentar
Comentar
Veja mais
Veja mais
Ouça Hinos e Canções
Ouça Hinos
Perfil do usuário colaborador
Perfil do usuário colaborador
Envie uma Mensagem Privada
Envie uma Mensagem Privada